Animação de loading

Com vista à erradicação do Castigo Corporal e Repressão Emocional - Fundação ADFP parceira do projeto transnacional Chapter

Inovação na educação e formação de crianças, jovens e agentes educativos, com vista à erradicação corporal e repressão emocional, é um dos propósitos do projeto transnacional Chapter, de que a Fundação ADFP é parceira, como se depreende do texto enviado para a Agência Lusa.

Nele pode ler-se que “a Fundação ADFP, liderada pelo médico Jaime Ramos, tem apostado na inovação na intervenção com populações vulneráveis, com cooperação (inter)nacional, desde há várias décadas. Neste âmbito, e integrado num conjunto de práticas europeias de promoção dos direitos humanos e, em específico, dos direitos da criança, a Fundação ADFP representa o país, enquanto organização parceira em projeto transnacional (Portugal, Bulgária, Chipre, Islândia)”.

Intitulado CHAPTER (Children Help Movement Against Physical Threatening and Emotional Repression) este projeto obteve um cofinanciamento total que ascende a 400.000€ (o budget para a Fundação ADFP é de 90 mil euros), sendo este destinado ao aumento do conhecimento e competências dos agentes educativos formais e informais, no âmbito do uso eficiente de técnicas educativas parentais positivas.

Do diverso conjunto de iniciativas que integram o CHAPTER, salienta-se “o desenvolvimento de uma metodologia integrada de (re)pensar as estratégias educativas parentais, no âmbito da qual se reflete criticamente sobre os efeitos nefastos do recurso ao castigo corporal enquanto estratégia disciplinar, e se implementam estratégias positivas de relacionamento, e de gestão do comportamento”.

“Pretende-se, em articulação com o exposto, disseminar boas práticas, implementadas nos diversos países que integram o projeto, salientando as suas principais potencialidades, os elementos de inovação, assim como os fatores que atestam a sua eficácia”, pode ler-se.

“No decurso destes dois anos de intenso e frutífero trabalho, serão produzidos referenciais de caráter científico e técnico, criados materiais para uso junto de públicos diferenciados, disseminados guiões de boas práticas neste domínio, e ensaiadas estratégias transformadoras de ensino-aprendizagem, e de treino de competências”, acrescenta o texto.

A Fundação ADFP iniciou, recentemente, as atividades do Projeto CHAPTER, na Região Centro, tendo sido evidente a significativa curiosidade, e o interesse despontado por parte de diversos agentes e organismos da comunidade.

O CHAPTER, fica-se a saber, “contempla, ainda, o desenvolvimento de um projeto de investigação longitudinal, subordinado ao estudo da evolução operada nos últimos 5 anos, em relação ao enquadramento legislativo, e às práticas de castigo corporal implementadas. Este estudo incorporará um protocolo comum de recolha e análise de dados, o qual possibilitará não somente o conhecimento das realidades vivenciadas em cada território nacional, mas igualmente as principais similitudes e divergências entre os países”.

Na nota conclui-se que “incluirá, por fim, uma componente de sugestões específicas de incremento da intervenção e de alteração da legislação, no sentido do respeito absoluto pelos direitos da criança, e do cumprimento da premissa do desenvolvimento harmonioso, integrado e feliz”.

O Projeto CHAPTER tem a sua Sede na Casa Dignidade, em Coimbra.