Animação de loading

O presidente Salvador Mendes de Almeida falou de uma “grande experiência”

Associação Salvador e Fundação ADFP promoveram Passeio pelas Acessibilidades

A Associação Salvador, com sede em Lisboa, que promove a integração das pessoas com deficiência motora na sociedade e a melhoria da sua qualidade de vida, visitou a Fundação ADFP de Miranda do Corvo, tendo o seu presidente afirmado estar a ser uma “grande experiência”.

Salvador Mendes de Almeida e uma vasta equipa da Associação Salvador vieram a Miranda para uma ação de teambuilding, isto é, fomento de espírito de equipa através de diversas actividades, geralmente em formato "outdoor", que são uma importante "ferramenta" capaz de reforçar e desenvolver o conhecimento e coesão entre membros de uma organização.

O programa começou com um almoço no Restaurante Museu da Chanfana, para o qual foram convidados Jaime Ramos, presidente do Conselho de Administração, Jorge Caetano e Diana Francisco, colaboradores da ADFP e embaixadores da Associação Salvador, e Nancy Rodrigues, do Gabinete de Imagem e Parcerias:

“Foi uma intensa troca de partilhas e conhecimento entre duas instituições que trabalham com pessoas com deficiência motora na área social”, afirmou Salvador Mendes de Almeida.

Após o almoço, Jorge Caetano e Diana Francisco foram os cicerones de Salvador Mendes de Almeida e da sua equipa, na visita às valências do Centro Social Comunitário, sede da instituição, tendo o presidente da Associação Salvador sido minucioso, com perguntas aos utentes e observação atenta de equipamentos, como por ex. a piscina hidroterapêutica, a sala de Pilates ou o ginásio e a Clínica de Fisioterapia e Reabilitação.

Gostei de ver com os meus próprios olhos
Salvador Mendes de Almeida

 “Fiquei muito bem impressionado e muito surpreendido pela positiva, pois não conhecia, apesar de já ter ouvido falar. Todas as valências que conheci nesta visita deram-me a oportunidade de ver com os meus próprios olhos as pessoas que, com vários tipos de deficiência, estão integradas em respostas que a Fundação desenvolveu”, referiu o visitante.

“Um dos objetivos desta visita é aprender com quem tem conhecimento e experiência nesta área da deficiência motora, e a Associação Salvador é muito dinâmica, gosta de observar, viemos aprender com quem já faz há muito este tipo de trabalho”, acrescentou.

“A escolha de Miranda do Corvo e do Hotel Parque Serra da Lousã para a ação de teambuilding da Associação Salvador, deveu-se ao facto da nossa diretora-geral, Mariana Lopes da Costa ter cá vindo e ter ficado muito bem impressionada, e em vez de irmos para outro sítio, preferimos ficar cá, rodeados pela natureza e beleza desta terra”, explicou.

Gostaria muito de felicitar a Fundação pelo seu excelente trabalho.
Salvador Mendes de Almeida

Passeio pelas Acessibilidades em Miranda do Corvo

O programa continuou durante três dias, nomeadamente com um Passeio pelas Acessibilidades, em Miranda do Corvo, que permitiu aos participantes testemunhar e discutir boas e más práticas no âmbito das acessibilidades, sensibilizando os presentes para a necessidade de melhorar as condições de vida das pessoas com mobilidade reduzida.

Este passeio contou com a presença de Jaime Ramos, Presidente da Fundação ADFP, Hugo Raposo, Vereador da Câmara Municipal, Fernando Araújo, Presidente da Junta de Freguesia de Miranda do Corvo, Salvador Mendes de Almeida, Presidente da Associação Salvador, os colaboradores da ADFP e Embaixadores da Associação Salvador, trabalhadores e utentes da Fundação ADFP e todos os munícipes que tiveram interesse em juntar-se a esta iniciativa. 

O objetivo desta ação foi envolver e sensibilizar a população para esta temática. Foram visitados alguns espaços, e classificados como acessíveis ou não na aplicação + Acesso Para Todos. Partilhar bons exemplos e denunciar aqueles que não reúnem as condições mínimas de acesso a pessoas com mobilidade reduzida é outro dos objetivos desta iniciativa. Estas denúncias são diretamente testemunhadas ou comunicadas às entidades competentes para fiscalização das acessibilidades em espaços públicos, o Instituto Nacional para a Reabilitação e a Câmara Municipal. 

Tags
Comentários