Animação de loading

Para apoio residencial a mulheres com filhos ou grávidas

Fundação ADFP adquire moradia em Miranda do Corvo

A Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) adquiriu uma moradia na vila, junto à rotunda do cruzamento das Ruas Mota Pinto e Paulo VI, destinada prioritariamente a criar apoio residencial a mulheres grávidas ou com filhos ou ainda a pessoas com doença mental.


Esta moradia é uma das mais conhecidas de Miranda devido á época da construção, década cinquenta, e á localização privilegiada.


Uma das valências da Fundação é o CAMV (Centro de Apoio à Mulher e à Vida), situada no Centro Social Comunitário e que apoia mulheres naquelas condições, sendo actualmente vinte as mães e crianças que ali residem.


Em alternativa, não está posta de parte a instalação de serviços de índole cultural, com interesse nacional, na moradia agora adquirida.


Os anexos desta moradia, que dispõe de um quintal, poderão ter utilização diversa, de acordo com as necessidades da Fundação.


A moradia precisa de obras de recuperação devido a estar há anos desabitada.


Nos últimos tempos, a Fundação ADFP tem apostado em aquisições de terrenos para fins agrícolas e florestais, numa estratégia de criação de emprego que é para manter, e um pavilhão na zona industrial de Miranda. Na área agrícola a prioridade tem sido aumentar a área de vinha da Fundação, permitindo criar uma marca de vinho regional da área de Sicó e da zona de Lamas.


A Fundação tem divulgado o seu interesse pela aquisição de mais terrenos agrícolas ou florestais.
O objectivo é a futura criação de postos de trabalho para pessoas vítimas de exclusão laboral.


Neste aumento de património e serviços insere-se o novo Centro Social do Senhor da Serra, que integra a Residência Cristo Redentor, destinada a idosos, uma Creche e , em fase de construção, um Centro de Actividades Ocupacionais para deficientes ou doentes mentais.

Comentários