Animação de loading

Cordão humano em redor do Templo Ecuménico Universalista

Dia Internacional para a Tolerância

No próximo dia 16 de novembro comemora-se o Dia Internacional para a Tolerância. A valência de Formação Profissional da Fundação ADFP vai organizar pelas 15H um cordão humano em redor do recém-inaugurado Templo Ecuménico Universalista, uma obra referência para a cultura de Paz e de Tolerância.

O Templo é um espaço de reflexão e de diálogo entre as várias religiões, incluindo os ateus e agnósticos. Dentro de meses inaugurará um Observatório das várias Religiões.

Inaugurado no passado 11 de Setembro, considera que todas as suas iniciativas, começando pela data de inauguração, são a melhor forma de homenagear as vítimas de fanatismo e intolerância por motivação religiosa ou diferença étnico-cultural, promovendo um diálogo inter-religioso e intercultural.

A valência de Formação Profissional da ADFP, sob a chancela do Clube UNESCO Trivium, convidou residentes e comunidade a aderir. Conta-se com cerca de uma centena de participantes, com especial destaque para a componente intergeracional, cultural e étnica.

Esta iniciativa acontece dois dias depois da assinatura do protocolo entre a Fundação ADFP e o Ministério da Função Pública, Trabalho e Segurança Social da Guiné Bissau, que assegura no presente a formação profissional a 5 alunos guineenses, e a possibilidade continuar no futuro.

Recordamos que a Fundação ADFP integrou um projeto-piloto no Distrito de Coimbra, em parceria com organizações internacionais, no âmbito do acolhimento a refugiados. A organização apoia 3400 pessoas regularmente, das quais 460 são residentes. Integra crianças, jovens, pessoas com deficiência, doença mental, mães vítimas de maus tratos, idosos e refugiados, em valências sociais, saúde e educação.

Consideramos que a TOLERÂNCIA é um direito e um dever a cultivar desde tenra idade, quando mais se assimila conhecimento, constrói-se personalidade, sem limitações nem preconceitos.

Uma iniciativa do Clube UNESCO Trivium

A iniciativa tem a chancela do Clube UNESCO Trivium, por promover valores civilizacionais, numa lógica de educação e interculturalidade.

Recordamos que a Comissão Nacional da UNESCO criou, com a Fundação a ADFP, um clube para o desenvolvimento de iniciativas que congreguem pessoas sem olhar a idade, género, etnia ou extrato social, promovendo a igualdade, liberdade e fraternidade entre todos. Há cerca de um mês este clube acolheu um encontro nacional de centros e clubes UNESCO que contou com a presença do Ministro de Negócio Estrangeiros, Augusto Santos Silva e a Embaixadora Ana Martinho.

Os Clubes UNESCO constituem-se como um prolongamento da acção da Comissão Nacional a nível local. O Clube UNESCO Trivium opera no âmbito de atividades do Parque Biológico da Serra da Lousã, Espaço da Mente e Templo Ecuménico Universalista.

Salientamos que o projeto Parque Biológico da Serra da Lousã / Templo Universalista, foi escolhido em 2014, para representar Portugal no Prémio Internacional da UNESCO MADANJEE SINNGH para a promoção da tolerância e não violência.

Comentários