Animação de loading

Agosto em cheio carregado de visitas noturnas no Parque Biológico da Serra da Lousã

Sucesso das visitas noturnas já decorre há mais de uma década

12 Agosto 2022 | Desporto, Ambiente

O Parque Biológico da Serra da Lousã vai abrir novamente as suas portas em horário especial durante o mês de agosto. 

No dia 19 de Agosto, a partir das 21h00, os participantes vão poder percorrer os caminhos do Parque Biológico e desvendar os seus segredos noturnos, e presenciar os animais que são mais ativos neste período do dia.   

A “Visita Noturna” ao Parque Biológico permitirá, sobretudo, conhecer e explorar os hábitos noturnos de todas as espécies do Parque, com especial destaque para os animais noturnos como os sacarrabos, as ginetas, os texugos ou até mesmo as que são conhecidas por serem “matreiras”, as raposas.
Estes animais encontram-se normalmente escondidos a dormir ao longo do dia e, por isso, a visita noturna constitui uma oportunidade única de conhecer estes exemplares. 

As inscrições (obrigatórias e com um mínimo de 10 participantes) poderão ser feitas através do telefone (915 361 527) ou e-mail (parquebiologicoserradalousa@adfp.pt), e os participantes devem fazer-se acompanhar de lanterna.  

Afirmando-se com uma das principais atrações turísticas da região, o Parque Biológico forma, em conjunto com o Ecomuseu Espaço da Mente e o Templo Ecuménico Universalista, formam o Trivium, conjunto que conta já com mais de XXX mil visitantes.  

O Parque Biológico é composto por quatro espaços, sendo eles: o Parque Selvagem, a Quinta Pedagógica, uma zona museológica e um labirinto de árvores de fruto. Durante a visita podem ser observadas várias espécies de aves de rapina, ursos pardos, linces, lobos, raposas, javalis, veados, entre muitos outros animais autóctones, que existem ou já existiram no nosso país. 

O principal objetivo do Parque é a promoção da biofilia e a sensibilização dos seus visitantes para a biodiversidade existente no país e para os fatores que ameaçam a sua sobrevivência.  

Propriedade da Fundação ADFP (FADFP), a mais eclética e inovadora organização a nível nacional, e instituição de solidariedade social sem fins lucrativos, com sede em Miranda do Corvo, estes investimentos seguem uma lógica de integração e cerca de 70% dos trabalhadores sofrem de algum tipo de doença, deficiência física ou mental.
A instituição apoia mulheres/mães em situação de pobreza, crianças, jovens e adultos com deficiência ou doença mental, idosos doentes em fim de vida, refugiados, pessoas “sem-abrigo”. 

A FADFP tem vindo a investir nas áreas do turismo e agricultura contribuindo para o desenvolvimento regional e para a sustentabilidade das suas atividades sociais.  

Localizado a menos de 20 minutos da cidade de Coimbra e da belíssima aldeia do Gondramaz, o Parque Biológico é servido por uma unidade Hoteleira – o Hotel Parque Serra da Lousã, e também pelo Restaurante Museu da Chanfana. A 15 minutos podem também usufruir da unidade hoteleira Conimbriga Hotel do Paço e Restaurante Gavius, pertencente ao mesmo grupo turístico, que tem por base o seu projeto intitulado “Turismo com Propósito”. 

Nesta unidade, decorrem as obras de construção de um SPA com jacuzzi, sauna, banho turco, piscina interior e ginásio, para além de ter sido recentemente inaugurado um novo salão de eventos com rooftop, com capacidade para mais de 300 pessoas!