Animação de loading

Houve festa comemorativa no Salão da Fundação ADFP

Universidade Sénior encerrou ano lectivo 2011/2012

A universidade sénior realizou a sua festa de encerramento do ano lectivo com um evento no Salão da Fundação ADFP de Miranda do Corvo, que incluiu danço-terapia, grupo coral e de cavaquinhos e uma revista à portuguesa no dia 28 de Junho.


Estiveram presentes cerca de 90 pessoas que assistiram à apresentação de uma coreografia das aulas de danço-terapia, ministradas pela formadora Suzi Antunes e à actuação do grupo coral, dirigido pela maestrina austríaca Maria Eva Hauer. Do programa destaque também para a actuação do grupo de cavaquinhos ensaiados pelo professor Luís Costa e por fim a estreia da revista à portuguesa pelo grupo de Teatro da Fundação ADFP, ensaiado por Teresa Paiva.


Criada em 2005, a Universidade Sénior da Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) de Miranda do Corvo, para além das aulas em várias disciplinas, estende o seu raio de acção a outros domínios. Não ganhou apenas um título no concurso nacional de cultura geral da RUTIS (Rede das Universidades da Terceira Idade e Seniores), ou ainda um terceiro lugar, já que esteve também em destaque em vários programas televisivos dos canais generalistas.


Esta Universidade ganhou um outro estatuto quando, em 2009, criou um movimento cívico em luta pelo regresso definitivo a Portugal do Tesouro de Chão de Lamas, exposto na Sala do Tesouro do Museu Arqueológico de Madrid. Trata-se de um tesouro em peças de prata e ouro, do período protohistórico, descoberto em Chão de Lamas pelo proprietário das terras, que depois o vendeu peça a peça a um ourives de Coimbra. Face ao desinteresse do Estado português na sua aquisição o ourives vendeu-o a um espanhol que, por sua vez, o transacionou com o museu arqueológico da capital espanhola.


O movimento cívico criado pela Universidade Sénior teve repercussão nacional e internacional mas ainda não mereceu deste executivo qualquer definição quanto às suas pretensões em defesa do património nacional. 

Comentários