Animação de loading

Grupo de crianças e jovens da Residência Fraternidade esteve numa colónia de férias

Um grupo de seis crianças e jovens da Residência Fraternidade, da Fundação ADFP, participou numa colónia de férias do “Programa Sem Fronteiras”, na Pousada da Juventude, em Idanha (Castelo Branco), acompanhado pelo professor de Educação Física, Francisco Silva, de 10  a  17    de agosto.

Para além da Fundação ADFP, participaram na colónia de férias mais duas Associações: a Aldeia de Crianças SOS, da Guarda, e a Casa da Infância e Juventude "CIJE", de Castelo Branco, perfazendo um total de 30 crianças.

As atividades foram dinamizadas pela Associação Clube Raia Aventura, e muito bem recebidas pelos jovens.

Todas elas participaram em atividades de desporto na natureza, tais como escalada, rapel, slide, canoagem, passeio em moto de água, entre outras, incluindo também visitas culturais a museus e outros espaços de conhecimento locais.

Destacam-se ainda as visitas a Lisboa, para comemorar o Dia Internacional da Juventude, à praia fluvial do Pego, em Penha Garcia, e à Barragem Marechal Carmona, onde decorreram grande parte das atividades aquáticas.

A Residência Fraternidade nasceu em 1994, como centro de acolhimento temporário e de emergência para crianças a partir dos 3 meses, em situação de grave risco social. Uma resposta social mista, que teve por objetivo promover a integração de irmãos de ambos os sexos, sem obrigar à sua separação. Tradicionalmente havia casas para rapazes e raparigas, obrigando a separar crianças, irmãos. A ADFP apostou numa resposta inovadora, que visa manter os irmãos juntos. Atualmente é um Lar de Infância e Juventude, que apoia 27 jovens, entre os 12 e os 18 anos, de ambos os sexos. O nome de Residência Fraternidade invoca o dever de amor ao próximo, e o facto de haver vários irmãos, dos 2 sexos, residentes.