Animação de loading

Dia Mundial das Zonas Húmidas

PARQUE BIOLÓGICO DA SERRA DA LOUSÃ

O dia 2 de Fevereiro foi designado Dia Mundial das Zonas Húmidas pelo Comité Permanente da Convenção de Ramsar, em comemoração da assinatura da Convenção sobre Zonas Húmidas em Ramsar, a 2 de Fevereiro de 1971. Esta convenção constitui o único tratado sobre ambiente de carácter mundial e consagrado a um ecossistema particular.


Com a celebração deste dia mundial das Zonas Húmidas pretende-se realizar acções no sentido da sensibilização das populações para as funções e valores das zonas húmidas.
 

Entende-se por zonas húmidas ‘uma zona de pântano, sapal, paul, turfeira ou água, natural ou artificial, permanente ou temporária, com água parada ou corrente, doce, salobra ou salgada, incluindo águas marinhas cuja profundidade na maré baixa não exceda os seis metros’.
 

As zonas húmidas estão entre os ecossistemas mais produtivos do mundo. Suportam uma elevada diversidade biológica, desde inúmeras espécies de plantas até espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes e invertebrados.


Em Portugal existem cerca de 17 zonas de Ramsar, entre as quais pode-se encontrar o Estuário do Tejo, a Ria Formosa e as Salinas - Castro Marim.


O Parque Biológico pretende divulgar este dia mundial das zonas húmidas para sensibilizar todas as pessoas para a sua protecção, bem como de todas as espécies associadas. Assim, dia 2 de Fevereiro pelas 11horas, irá realizar-se uma palestra sobre “A importância das zonas húmidas” dirigida pela Bióloga estagiária, no Centro de informação do Parque. Apareça e juntos vamos aprender a proteger as zonas húmidas.
 

A Fundação ADFP pretende com o Parque Biológico da Serra da Lousã promover a biofilía e o amor pela natureza. Trata-se de um negócio de turismo social e ambiental, que pretende criar emprego e postos de trabalho para pessoas com deficiência ou doença mental. Neste Parque Biológico a larga maioria dos trabalhadores são pessoas vítimas de exclusão laboral.

Comentários