Animação de loading

Cabritinho recém-nascido foi apadrinhado, vários outros animais esperam padrinhos.

Apadrinhamentos no Parque Biológico da Serra da Lousã

Intitulado de “Quim Barbas”, assim apelidado pelas duas madrinhas que o apadrinharam, nasceu no parque mais um cabritinho. Junto com os animais selvagens de Portugal o Parque Biológico cria e mantém uma mostra de animais de raças autóctones das tradicionais actividades de agro pastorícia. Salientamos que só nesta ultima semana, para além deste cabrito, nasceram no Parque Biológico 5 cabritos, 3 borregos, e 7 leitões de raça alentejana.



As madrinhas, Mariana São Bento e Beatriz Rebimbas, estagiárias de veterinária no parque, apoiaram desta forma não só o cabrito como todo o projeto do Parque Biológico da Serra da Lousã – preservação da fauna e flora autóctones.


Provenientes de Coimbra, estudantes da Escola Universitária Vasco da Gama, acarinharam desta forma esta cria, uma de muitas que nasceram no parque, entre porcos, cabritos, borregos e porquinhos-da-Índia.


O apadrinhamento tem um custo de 60 € (sessenta euros) anuais, recebendo os padrinhos, um comprovativo da sua generosidade e um livre-trânsito que lhes permitirá visitar o parque e observar o animal que apadrinhou sempre que desejar. Este gesto de solidariedade permitirá, simultaneamente, ajudar na causa da preservação da fauna e flora portuguesas tal como contribuir para a sustentabilidade financeira deste projecto social.


Para além desta iniciativa o parque promove, ainda, a oferta de bilhetes grátis aos aniversariantes, basta para isso que apresentem o seu bilhete de identidade no dia do seu aniversário.



A Fundação ADFP, proprietária do Parque Biológico da Serra da Lousã, relembra que "só com o apoio de cada um, este projecto poderá vingar, dando credibilidade à verdadeira preservação das nossas espécies e da nossa identidade nacional".


O Parque visa criar empregos e actividades ocupacionais para pessoas vítimas de deficiência, doença mental e/ou exclusão social, daí que os padrinhos não contribuam só para o bem-estar dos animais como também apoiem um inovador projecto de integração social. O Parque tomar-se-á assim um local de visita obrigatória para todos os amantes da natureza de Portugal, preocupados com a sustentabilidade do território e a sua coesão social. Trata-se de contribuir não para mais um zoo mas sim para um local onde se pode observar e estudar a Vida Selvagem de Portugal em ambiente natural.
Ajude-nos nesta causa, envolva a família, os amigos, os conhecidos, e juntos poderemos lutar para preservar o que é genuinamente português!



Apadrinhe um dos animais do Parque Biológico da Serra da Lousã, espécies para apadrinhar não faltam, o difícil será certamente escolher!

Comentários