Animação de loading

Bispo de Coimbra abençoa a Residência Cristo Redentor para idosos

24º Aniversário da ADFP

24º Aniversário da ADFP.
Bispo de Coimbra abençoa a Residência Cristo Redentor para idosos
Ex Deputados visitam Miranda e são confrontados com o livro “ Não basta mudar as moscas…”
Dois concertos integrados na 7ª edição do Festival de Música de Coimbra.
Parque Biológico da Serra da Lousã recebe a “Capuchinho vermelho” para revelar o ultimo segredo da vida selvagem em Portugal.

 


No dia 13 D. Virgílio Antunes, Bispo da Diocese de Coimbra , abençoará a Residência Cristo Redentor, lar para 60 idosos, contíguo á creche do Senhor da Serra com capacidade para 30 bebés.


A creche já esta a funcionar desde o dia 1 de Setembro e a Residência Cristo Redentor recebeu os primeiros idosos em Outubro.
A Fundação ADFP deseja que a Segurança Social assine acordos de cooperação para que os idosos de menores recursos passam ser acolhidos nesta Residência. Até que o acordo seja assinado as famílias terão que assumir mensalidades superiores, embora com preço social.


No dia 5 de Novembro a Fundação receberá a visita da Associação de Ex Deputados á Assembleia da Republica, integrando dezenas de ex deputados, que almoçará no Restaurante Museu da Chanfana e visitará o Parque Biológico da Serra da Lousã. Nuno Filipe, ex deputado do PS apresentara o livro “Não basta mudar as moscas…” de Jaime Ramos.


Também no sábado dia 5, pelas 12 horas, será colocada no Centro Social Comunitário de Miranda do Corvo uma lápide em memória da Dra. Ana Cláudia Linhares de Castro, economista, falecida em 2011, colaboradora da instituição. A Fundação ADFP tem como cultura organizacional integrar nos seus quadros pessoas com deficiência, valorizando o seu potencial e talento, reduzindo as suas limitações.
A Fundação ADFP é uma instituição de solidariedade social que aposta na bondade dos prestadores e cultiva a memória e a gratidão perante quem a apoia e com ela colabora para criar uma sociedade mais justa e fraterna, como foi o caso da Dra. Ana Cláudia.


“Capuchinho vermelho” revela às crianças o último segredo da vida selvagem em Portugal


Neste Domingo, no dia 6, dia da Aniversario, o Parque Biológico da Serra da Lousã recebe a “capuchinho vermelho” para revelar, ao vivo, o ultimo segredo da vida selvagem de Portugal a dezenas de crianças e jovens. Nesta revelação não faltará o urso Colmeia e o casal de linces, primos da Malcata. Os presentes cantarão os parabéns á Fundação ADFP e partilharão o bolo de aniversário.


No dia 10 Quinta feira terá lugar abertura solene das aulas da Universidade Sénior com aula inaugural a cargo do Professor Doutor Amadeu Carvalho Homem e jantar no Museu da Chanfana.


Nos dias 10 Quinta-feira 21H30 e 11 Sexta-feira 18H00 / 22H00 o Cinema de Miranda associa-se ao Parque Biológico com a exibição do filme Zé Colmeia VP, Animação M/4 1h 30min, De Eric Brevig com vozes de António Machado, Peter Michael, Tiago Retrê. Haverá bilhetes integrando a entrada no cinema e no Parque biológico onde poderão observar o urso Colmeia , ao vivo.


Zé Colmeia decide provar que é um urso mais esperto que os ursos normais e juntamente com o seu fiel amigo Catatau vai fazer tudo por tudo para ajudar o Ranger Smith a salvar o Parque de Jellystone, que está prestes a ser fechado.



A 7ª edição do Festival de Música de Coimbra programou dois concertos para Miranda do Corvo, com a colaboração da Fundação INATEL, que terão lugar no Salão de Festas e no Cinema da Fundação ADFP, respectivamente a 5 e 12 de Novembro, a partir das 21h30.


O primeiro, dia 5 pelas 21h, um Concerto Coral, terá a participação dos agrupamentos Canticus Camerae, da Figueira da Foz, do Poliphónico de Coimbra e do Grupo Coral da Universidade Sénior da Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) de Miranda do Corvo.


No dia 12 , pelas 21h no cinema, será a vez dos Dixie Gringos Jazz Band, grupo fundado em Taveiro para divulgar o jazz tradicional das bandas de New Orleans (EUA).


O Canticus Camerae, Coro de Câmara da Assembleia Figueirense, formado em 2006, é constituído por 12 vozes mistas, distribuídas por 4 naipes, que se fazem acompanhar normalmente por piano, flauta transversal e violino. Sob a direcção da Maestrina Alexandra Curado, o coro apresenta e interpreta repertório que vai do Jazz, Gospel e Pop, passando pela música brasileira, recorrendo a harmonizações de autores vários, até obras de carácter religioso e clássico, incluindo peças próprias da celebração da Eucaristia e de Natal.


Já o Choral Polifónico de Coimbra, dirigido pelo Maestro Paulo Moniz, é composto por 40 elementos, entre tenores, baixos, sopranos e contraltos, interpretando repertório sacro, litúrgico, profano e popular.
O Grupo Coral da Fundação ADFP teve o seu início no ano de 2010, é constituído por 30 alunos da Universidade Sénior da Fundação ADFP e tem a orientação da maestrina austríaca Eva Häuer. Já actuou em diversos pontos do país e ganhou um prémio do Festival de Música Sénior em Abrantes.


Entre outras, tem no seu reportório músicas populares portuguesas e espirituais negros.


Em Novembro de 2004, A Fundação ADFP e a Fundação INATEL assinaram um protocolo que prevê a realização de espectáculos de música, teatro e cinema, de entrada gratuita.


Peregrinação pela verdade


No decorrer destas cerimónias o Dr. Jaime Ramos, fundador e Presidente da Fundação ADFP, apontará os grandes projectos para os próximos 12 meses. Espera-se que seja revelada a parceria entre a Câmara de Miranda e a Fundação ADFP, com a colaboração do Centro de Estudos Republicanos, para concretizar um programa de “Peregrinação pela Verdade”, de acordo com o desafio espiritual do Papa Bento XVI, envolvendo crentes, ateus e agnósticos, num diálogo de busca de ética e amor fraternal e universal.


No dia 13, a encerrar o programa de aniversário, terá lugar o almoço de confraternização geral, de dirigentes, utentes, amigos e colaboradores, presidido pelo Senhor Bispo de Coimbra.

Comentários