Animação de loading

Prémio é baseado nos comentários reais dos hóspedes

Hotel Parque Serra da Lousã recebeu o Guest Review Award 2015 do Booking.com

O Hotel Parque Serra da Lousã, unidade de quatro estrelas situada no Parque Biológico da Serra da Lousã, em Miranda do Corvo, acaba de receber o Guest Review Award 2015, atribuído pela maior plataforma de reservas do mundo, o Booking.com, baseado em comentários reais dos hóspedes.


Numa escala de 0 a 10, o Hotel Parque obteve uma pontuação de 9,4 atribuída pelos seus hóspedes, mais propriamente 94 comentários, dos quais, 74 consideram-no Soberbo.


Do site do Booking.com reproduzimos alguns comentários como o de Teresa, uma hóspede portuguesa que atribuiu nota 9,6:

“A localização é fabulosa. No quarto tinha disponível gratuitamente chá, café e chocolates. Bom sinal wi-fi. A piscina interior tinha um espaço verde envolvente muito agradável. Gostei do pequeno almoço, tendo apreciado bastante o pastel de nata e os marmelos com canela. Gostei da simpatia do pessoal. Foi uma agradável surpresa. Regressarei com a família”.


Já o hóspede espanhol Alberto, que pontuou o Hotel com 9,6 , comentou “Hotel muy nuevo,con parque biológico del mismo grupo al lado. Muy recomendable. En los alrededores se come muy bien y barato».


Finalmente o inglês Paul, que atribuiu nota 10, considera que “não podemos apontar nenhuma falha a este hotel, quarto muito limpo e confortável, pequeno-almoço fresco e saboroso, com uma grande variedade à escolha, um staff muito prestável e simpático, mas acima de tudo a estadia foi excelente”.


O Guest Review Award é um símbolo de excelência, entre 800.000 propriedades, um sinal de sucesso que pode partilhar com todo o mundo e um agradecimento dos seus clientes, pode ler-se numa nota do Booking.com.


Mas há mais, a revista “Visão”, num artigo intitulado “10 escapadas para a Páscoa”, uma delas é recomendada para “preguiçar”: “no Hotel Parque Serra da Lousã, em frente ao Parque Biológico, dorme-se embalado pelo som das corujas”.


Na rubrica “sair para ficar”, a revista “Evasões”, com uma boa cobertura fotográfica, destaca “Dormir como um Deus”, no Hotel Parque Serra da Lousã “inaugurado no final do ano passado, esta arrojada unidade de quatro estrelas tem como temática a mitologia clássica e aposta no turismo como um meio de inclusão social”.


Após referir que o hotel e o parque são projectos da Fundação ADFP, situa-o na Quinta da Paiva e refere-o como “o mais recente projecto turístico desta instituição”, sinalizando o Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais, o restaurante Museu da Chanfana e o Parque Biológico da Serra da Lousã.


“Perfeitamente integrado na paisagem, o hotel surpreende o visitante pelos seus espaçosos interiores, completamente imperceptíveis quando visto de fora. Lá dentro até o próprio design arrojado é inclusivo”, pode ler-se a dado passo, em que se cita a diretora, Fátima Ramos:

“Houve uma grande procupação com os invisuais, os deficientes motores e as pessoas com mobilidade reduzida, todas as receitas do hotel revertem totalmente para o trabalho social da instituição”.


A “Evasões” menciona ainda as 40 habitações, com três suites, todas “dedicadas a uma figura da mitologia greco-romana, temática que já lhe valeu o epíteto de “Hotel dos Deus” e faz a ligação ao novo templo ecuménico, outro projecto da Fundação ADFP, prestes a ser construído numa colina próxima, onde haverá espaço de culto para todas as confissões religiosas, inclusivamente uma sala de meditação para ateus”.


“Uma filosofia de inclusão – conclui – sentida também no hotel, que, para além do spa, das sessões de yoga ou shiatsu e dos habituais programas turísticos pela serra ou pelas típicas aldeias do xisto, propõe também aos hóspedes programas de turismo solidário e ambiental junto das populações locais”.

Comentários