Animação de loading

Fundação ADFP e Câmara Municipal de Miranda do Corvo renovam protoloco

Mentes Brilhantes

O projeto Mentes Brilhantes da Fundação ADFP, em Miranda do Corvo, a decorrer desde 2014 apresenta-se como uma aposta de sucesso tendo conquistado vários prémios de reconhecimento nacional.

O objectivo é combater o insucesso e o abandono educativo apostando na descoberta de talentos que evitem o desperdício da inteligência das nossas crianças.

A Fundação ADFP tem como lema investir em pessoas com bondade e descobrir talentos Individuais.

O sistema de ensino tende a nivelar por baixo, promovendo níveis medíocres de aprendizagem que eternizam a estratificação social, sendo importante criar registos de ensino que promovam a deteção de crianças talentosas, cuja inteligência não deve ser desperdiçada.

Este projeto leciona um ensino complementar, assente em maior rigor e exigência intelectual, tem por base as ciências, permitindo aos alunos do 4º ano do ensino básico colocar as “mãos na massa”, ao realizar experiências científicas, aumentando os seus conhecimentos através do saber pensar e fazer. Tendo começado em 2014 como uma experiência piloto apenas no Centro Educativo no centro da vila, foi desde cedo reconhecido o seu potencial, tendo expandido nos anos letivos seguintes para todas as escolas do concelho (Centro Educativo, Lamas, Moinhos, Pereira, Senhor da Serra, Semide, Rio de Vide e Vila Nova), abrangendo assim cerca de uma centena de alunos. A comunidade confirma este sucesso através do entusiasmo entre alunos, professores, auxiliares e encarregados de educação.

O projeto, que para além do Agrupamento de Escolas e Associação de Pais, conta também com a parceria ativa da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, que recentemente renovou um protocolo com a Fundação ADFP e o projeto Mentes Brilhantes, para garantir o apoio financeiro ao projeto no valor de 15.000€, para o ano letivo em curso.

Este apoio e os prémios recebidos ao longo dos 3 anos de vida do projeto Mentes Brilhantes, têm ajudado a garantir a continuação deste projeto que funciona de forma gratuita para todos os alunos, e cujo suporte financeiro base foi sempre garantido pela Fundação ADFP.

A Fundação ADFP acredita que o desenvolvimento sustentável do País exige um sistema de ensino que, a exemplo do futebol, não só seja capaz de descobrir "Ronaldos", como capaz de os transformar nos melhores do mundo da ciência, na matemática, na física ou química, nas artes, pintura ou musica... Portugal não pode continuar a desperdiçar a sua maior riqueza (a inteligência das pessoas), devendo apostar num sistema de ensino que promova a mobilidade social, combatendo a estratificação social, o insucesso educativo e o abandono escolar.

O Projeto Mentes Brilhantes tem a coragem de se assumir na defesa de um sistema de ensino inclusivo, que não marginaliza os mais frágeis, sem desprezar os mais inteligentes.


Comentários