Animação de loading

Fundação ADFP celebra 30 anos - Programa de Aniversário estende-se até dezembro

Fundação ADFP celebra 30 anos - Programa de Aniversário estende-se até dezembro

Esta segunda-feira, dia 6 de novembro, a Fundação comemora 30 anos da realização da escritura constitutiva da ADFP, por iniciativa de Jaime Ramos. As atividades de apoio à comunidade iniciaram -se antes graças ao apoio da ARCIL da Lousã, e do seu presidente Ernesto Carvalhinho.

As comemorações foram iniciadas em setembro e outubro, com a publicação e distribuição em Coimbra e Miranda de um "jornal" informativo das valências e serviços da Fundação, e com uma breve história da instituição.

A publicação em setembro do livro Liberdade - Espaço da Mente, de Jaime Ramos e Nancy Rodrigues, integra as iniciativas associadas aos 30 anos. Foi também editado um vídeo comemorativo do Aniversário, e uma nova página web.

As comemorações incluem um conjunto de iniciativas que foram decorrendo ao longo do ano, e culmina agora com um programa de aniversário que integra eventos internos e outros virados para a comunidade. Os momentos altos do programa de eventos serão o tradicional almoço de aniversário, e uma Gala com a participação de artistas locais e amigos da organização.

O primeiro momento do programa de aniversário previsto para novembro e dezembro teve lugar no dia 3 de novembro, no cinema de Miranda do Corvo, com “Nos sapatos e Francisco”, tema da aula magistral proferida por Anselmo Borges, que marcou a abertura oficial do ano letivo da Universidade Sénior mirandense.

Dia do aniversário, 6 de novembro, haverá um conjunto de iniciativas internas de caráter desportivo e cultural, com a atuação musical por parte da Universidade Sénior de Miranda do Corvo, e a colaboradora Glória Correia, culminando com bolo de aniversário, espumante e sumos.

No dia 10, o Parque Biológico da Serra da Lousã promove um Magusto do Dia de São Martinho, dirigido aos visitantes e colaboradores do Parque Biológico da Serra da Lousã. A grande maioria dos colaboradores deste parque temático são pessoas com necessidades especiais, e que integram as valências de centro de atividades ocupacionais e formação profissional.

O dia mais significativo das comemorações, com almoço, visitas e inaugurações, será no dia 11 de novembro. Inicia pela manhã com visitas à obra do Hospital Compaixão, à escultura da árvore social de António Nogueira, e a inauguração do Bar Museu do Mel. A comitiva segue para Coimbra, onde decorrerá a inauguração do Centro Intergeracional do Mondego, e a visita ao St. Paul’s School. Finaliza a manhã com uma visita inaugural ao Observatório das Religiões, no Templo Ecuménico Universalista.

No Salão de Festas do Centro Social Comunitário, Sede da ADFP, realiza-se o almoço comemorativo do 30º aniversário.

Da parte da tarde, procede-se à inauguração da Casa de Tábuas, e do novo pavilhão na Zona Industrial, havendo uma prova de vinhos, produzidos nas vinhas do Fundão, e de Miranda/Penela, na Adega da Fundação.

No Dia Internacional para a Tolerância, 16 de novembro, haverá entradas gratuitas no Templo Ecuménico Universalista, e pelas 14h30, uma demonstração de atividades desportivas e culturais com utentes, mas dirigidas à comunidade. Este dia conta com a participação do Health Club da ADFP, Universidade Sénior de Miranda do Corvo, e Clube UNESCO Trivium.

A 18 de novembro decorrerá no Espaço da Mente a apresentação do livro “Os Nomes dos Pássaros” do colaborador e poeta António Amaral Tavares, com as intervenções de Graça Capinha e Teresa Carvalho. O “Amaral” é um premiado poeta, que trabalha na ADFP com funções que alternam entre o Gabinete de Engenharia, enquanto desenhador, e no Espaço da Mente, como guia. É a segunda vez que o autor escolhe o seu “local de trabalho” para apresentar a obra-prima.

No fim-de-semana seguinte irá realizar-se o IX Capítulo da Real Confraria da Matança do Porco, que decorre anualmente no Parque Biológico da Serra da Lousã, e com almoço no Hotel Parque Serra da Lousã. O programa conta com visitas à Queijaria, Fumeiro e Alambique Terra Solidária, visita ao Observatório das Religiões no Templo Ecuménico Universalista, local onde será feito o registo habitual de foto de grupo. A Cerimónia de Entronização conta com um cenário de recriação da “Matança do Porco" tradicional.

A finalizar o programa, em dezembro está previsto uma Gala de Aniversário dos 30 anos, onde atuarão grupos artísticos locais e amigos da Fundação ADFP. Neste evento será feita homenagem aos colaboradores e dirigentes com mais de 25 anos de dedicação à ADFP.

Recordamos que durante 2016 a Fundação ADFP, em comemoração dos 30 Anos ao serviço da solidariedade e sob o lema “Investimos com bondade em pessoas”, publicou o livro “Espaço da Mente”, um jornal, e um vídeo comemorativo do Aniversário, e apresentou uma nova página web.

 

Sobre a Fundação ADFP

 

Em 2007, a Associação para o Desenvolvimento e Formação Profissional, nascida em 1987, origina a Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional.

Apoia crianças, jovens, pessoas com deficiência ou doença mental crónica, idosos e mulheres grávidas ou mães em risco, com valências e serviços sociais, saúde, desporto, cultura e turismo. Apoia regularmente cerca de 3400 utentes, dos quais 460 são residentes.

Tem uma força de trabalho remunerado de cerca de 510 pessoas, incluindo utentes em atividades ocupacionais, formação profissional e desempregados em CEI. 43% têm deficiência/doença crónica, 17% são do quadro, alguns a desempenhar funções de topo; incluindo voluntários sem qualquer tipo de prémio e voluntários com prémio de bolso, o número ultrapassa os 683 colaboradores regulares.

 

Prémios Nacionais

 

2007 – 1º Prémio Nacional na Categoria de Investimento Humano do European Enterprise Awards, IAPMEI, Ministério da Economia, para o Projeto Quinta da Paiva/Parque Biológico da Serra da Lousã. Representámos Portugal na competição a nível europeu.

2010 - 1º Prémio Nacional Hospital do Futuro, ao Projeto Diferente/IgualMENTE (respostas integradas na Doença Mental, incluindo apoio domiciliário)

2010 – Prémio Dirigente do Ano, pela Socialgest, para o Presidente do Conselho de Administração, Dr. Jaime Ramos

2011 - Prémio de 50 mil euros, atribuído pelo BPI Capacitar, para a construção de um Lar de Apoio para jovens sem-abrigo e portadores de deficiência, em formação

2012 – Prémio de 75 mil euros, atribuído pela EDP Solidária, para a realização de um Fumeiro e Queijaria no Parque Biológico da Serra da Lousã, na lógica de integração de pessoas portadoras de deficiência e doença mental

2012 – 1º Premio Damião de Góis, de empreendedorismo social, no valor de 10 mil euros, atribuído pela Embaixada do Reino dos Países Baixos, e Instituto Português de Corporate Governance, ao Parque Biológico da Serra da Lousã

2012 - 1º Prémio Nacional Hospital do Futuro, ao Projeto Parque Biológico da Serra da Lousã, categoria Serviço Social

2013 - Louvor da Câmara Municipal de Miranda do Corvo pelo 1º Prémio Nacional Hospital do Futuro ao Parque Biológico da Serra da Lousã

2013 - Louvor da Câmara Municipal de Miranda do Corvo pelo Prémio Damião de Góis ao Parque Biológico da Serra da Lousã

2013 – 1º Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio, ao Projeto Parque Biológico da Serra da Lousã, na categoria de Boa Práticas, atribuído pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social

2013 – 2º Prémio Nacional Hospital do Futuro, ao Projeto Inclusão (mais) Oportunidade, no âmbito da Formação Profissional/Centro de Atividades Ocupacionais, na categoria Serviço Social

2014 – Menção Honrosa do Prémio INSEAD, atribuído pela INSEAD - The Business School for the World (Portugal) ao Dr. Jaime Ramos, Presidente do Conselho de Administração, enquanto empreendedor social no projeto Parque Biológico da Serra da Lousã.

2014 – O Parque Biológico da Serra da Lousã com Templo Ecuménico universalista, referenciado pela Comissão Nacional da UNESCO como candidato ao Prémio Unesco-Madanjeet Singh para a Promoção da Tolerância e da Não-Violência.

2014 – A ADFP foi selecionada para o Minuto Solidário, promovido pela Fundação Montepio, e que permite a realização de um spot publicitário a divulgar na SIC.

2014 – 1º Prémio para o vídeo “FELIZmina no país das maravilhas”, pela Federação Nacional de Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais – FNERDM

2015 – O Parque Biológico da Serra da Lousã foi considerado pelo Jornal Expresso uma das seis maravilhas da Região Centro.

2015 - 1º Prémio de Inovação Social, para o projeto “Mãos Cheias de Saberes e Sabores. Queijaria e Fumeiro” na vertente Sustentabilidade, do concurso “Mãos Dadas – Comunidade e Solidariedade no Feminino”, atribuído pela APGICO (Associação Portuguesa de Criatividade e Inovação) e pela SIUP (Soroptimist Internacional União de Portugal)

2015 – Projeto Mentes Brilhantes vence o Concurso “Todos queremos um bairro melhor”, organizado pela EDP e Revista Visão, com o alto patrocínio da Presidência da República

2015 – Menção Honrosa do Prémio Nunes Correa Verdades de Faria, atribuída pela santa Casa da Misericórdia de Lisboa à Fundação ADFP, na categoria de Cuidados e Carinho Dispensados aos Idosos Desprotegidos

2015 – Menção Honrosa do Prémio Maria José Nogueira Pinto, atribuído pela MSD - Merck Sharp & Dohme, ao Projeto Mentes Brilhantes

2015 - Fundação Repsol atribui 6 mil euros à Fundação ADFP, no âmbito do programa “Mais que palavras”

2015 – Prémio Manuel António da Mota, com o valor de 50 000 euros, atribuído pela Fundação Manuel António da Mota, ao Projeto Mentes Brilhantes

2016 – Prémio Acesso Cultura Integrado (Acessibilidade física, social e intelectual), atribuído pela associação Acesso Cultura, ao Projeto Parque Biológico da Serra da Lousã / Espaço da Mente

2016 - Prémio “Homenagem à Excelência”, à Fundação ADFP, pela Associação dos Antigos Estudantes de Coimbra.