Animação de loading

Fundação ADFP disponível a mudar local de suinicultura na Pisca/Bujos

Caso a Câmara Municipal apresente alternativas

A Fundação ADFP de Miranda do Corvo diz-se disposta a mudar a localização da suinicultura junto a Pisca/Bujos, cuja licença foi aprovada por unanimidade em sessão camarária. A câmara veio depois pedir a reconsideração do local no Boletim municipal embora a autarquia não tenha oficiado a Fundação a solicitar uma reunião para se estudar alternativa. Pareceu mais um gesto político da Camara para agradar a descontentes que uma verdadeira intenção de procurar uma solução.



A Fundação aceita uma mudança desde que a Câmara Municipal apresente uma localização alternativa.



Embora não tivesse recebido nenhuma comunicação da câmara, no seguimento da notícia no Boletim Municipal, a Fundação colocou algumas condições num ofício enviado ao presidente Miguel Baptista, dia 24 de Outubro.

O pedido camarário, publicado no Boletim Municipal, alega como motivo para a mudança de local “o impacto que poderá causar na população”, não obstante o projecto “cumpra todos os requisitos legais e na estrita vinculação à legalidade do acto administrativo” e deixa claro que o projecto poderá ser “importante para o concelho, com potencial de criação de alguns postos de trabalho [5]”.

A Fundação ADFP pretende então que a autarquia lhe “ofereça um terreno alternativo com acesso alcatroado, com as áreas necessárias e relativamente plano ou com baixa inclinação” e que “disponibilize os técnicos camarários para elaborar os projectos de adaptação ao novo local”.

No ofício enviado ao presidente da Câmara Municipal e assinado por Jaime Ramos, presidente do Conselho de Administração da Fundação, pode ainda ler-se que “para não perdermos o financiamento que o Governo e a União Europeia nos concede, todo este processo de mudança deve decorrer no prazo máximo de 12 meses, sendo certo que para isto tudo seja possível, é necessário que a escolha do local alternativo termine no prazo de 6 meses (até Abril/Maio de 2017)”.

Comentários