Animação de loading

Da floresta à árvore, da Rede Natura 2000 à Serra da Lousã

Na Semana do Ambiente, Reflorestação e Palestra no Hotel Parque

O Dia Mundial da Árvore e da Floresta teve início logo pela manhã com a primeira etapa de reflorestação do Parque Biológico da Serra da Lousã, realizada por 17 crianças frequentadoras do primeiro ciclo do ensino básico apoiadas por monitores e a bióloga, Margarida Soares.


Esta iniciativa foi organizada no âmbito do projeto recém-premiado Mentes Brilhantes e pretende contribuir para o acréscimo de árvores na área florestal do Parque, assim como sensibilizar os mais novos para a importância da árvore e a necessidade de proteção do meio ambiente.


Da parte da tarde, e no Hotel Parque Serra da Lousã, ocorreu uma palestra sob o tema “Rede Natura e o aproveitamento dos Recursos Florestais” por Carmo Lopes, docente do Departamento de Ambiente da Escola Superior Agrária de Coimbra, e técnica responsável pela indicação da Serra da Lousã à integração na Rede Natura 2000, e o qual vieram a ser aprovado.


Iniciada a sessão com uma nota de boas vindas por parte de Rui Ramos, membro dos corpos sociais da Fundação ADFP, relevando a disponibilidade e voluntarismo da oradora, tendo colaborado diversas vezes no Parque, e mais recentemente no Espaço da Mente. À palestra assistiram cerca de cinquenta pessoas, entre os quais colaboradores e voluntários do Parque Biológico da Serra da Lousã, alunos dos cursos de formação profissional e técnicos da ADFP.


A oradora desmistificou e simplificou conceitos, como foi o caso de biodiversidade, recursos naturais, áreas ou sítios protegidas, parques naturais, entre outros, fazendo sempre o recurso a exemplos do quotidiano, e ilustrado por imagens representativas.


Falaram-se de espécies protegidas, autótones, espécies invasoras, exóticas, metodologias de proteção e de controlo, dando origem a uma dinâmica de discussão com troca de experiências e aprendizagem entre os vários profissionais, alunos e pessoas da comunidade.

Comentários