Animação de loading

Ação de sensibilização e informação sobre microcrédito

Na sede da Fundação ADFP

A Associação Nacional de Direito ao Crédito, promove uma ação de sensibilização e informação sobre  Microcrédito , dinamizada pela Dr.ª Raquel Veiga, no próximo dia 25 de Outubro pelas 16.30 horas, nas Instalações da Fundação ADFP, edifício Sede.

Esta forma peculiar de acesso ao crédito bancário, destinada a pessoas com baixos recursos, que não o conseguem obter pelos métodos tradicionais por via da sua condição, foi concebida pelo Prof. Mouhammad Yunus, Prémio Nobel da Paz em 2006, e Fundador do Banco Grameen.

A Organização possui protocolos com instituições  bancárias, a quem são apresentadas as ideias de negócio e os respectivos projetos de viabilidade económica, efectuados pelos técnicos Locais da ANDC. No caso do seu deferimento, os juros praticados são obviamente bonificados e negociados em termos de prazo de pagamento, e em função das características e do  tipo  de  negócio . As verbas aprovadas apresentam vários tectos de acordo com a necessidade do candidato, envolvendo pequenas somas, mas que se revelam determinantes para o início de um negócio sustentável.

Na difícil conjuntura económica e social em que vivemos, e onde o Estado deixou de ser encarado como  o principal empregador, o Microcrédito afigura-se como uma alternativa, com resultados  na matéria em todo o mundo,  traduzido em inúmeros projetos de Micro-Empreendorismo, muitos deles hoje já expandidos e a gerarem  postos de trabalho.

A Fundação ADFP é uma IPSS com variadíssimas respostas sociais, apresentando soluções também no domínio do Emprego e Formação de grupos tradicionalmente vulneráveis e outros que por via das elevadas taxas de Desemprego nos batem à porta. Todas elas ambicionam conseguir uma oportunidade, no mínimo no Mercado Social de Emprego, para as quais as IPSS juntamente com os Municípios estão legalmente vocacionadas.

Neste sentido espera-se uma afluência significativa de participantes com ligação à Fundação e à Comunidade de Miranda do Corvo.

Comentários