Animação de loading

Fundação ADFP acolhe refugiados cristãos 

No âmbito do programa nacional de recolocação de refugiados

No âmbito do programa de recoloçação de refugiados a Fundação ADFP recebeu entre os dias 8 e 15 de fevereiro de 2018, onze adultos jovens  , nove homens e duas mulheres, cristãos ortodoxos .

Os refugiados são todos de nacionalidade Eritreia, e são provenientes de um campo de refugiados perto de Roma, Itália.

Ao contrário da tendência anterior de receber agregados familiares, desta feita a Fundação ADFP acolhe na sua grande maioria jovens, na faixa etária dos 20 aos 30 anos, com outra particularidade, pois em termos de religião são todos Cristãos Ortodoxos, contrariamente aos anteriores refugiados que eram na sua totalidade sírios e sudaneses muçulmanos.  

O objetivo da integração será trabalhar competências pessoais e sociais, nomeadamente, a aquisição da língua portuguesa, a inserção em formação profissional e em atividades ocupacionais, para posteriormente os integrar no mercado de trabalho.  

Desde o início do programa a Fundação ADFP acolheu 16 pessoas em Penela, 32 em Miranda do Corvo e 11 em Rio de Vide, num total de 59 pessoas. A Fundação é um exemplo a nível nacional no empenho de acolher pessoas Refugiadas fora das grandes cidades . 

É muito possível que muitos destes Refugiafos possam ambicionar deslocar -se para outros países europeus onde tenham familiares , amigos e com estados sociais mais ricos e prósperos . 

A Fundação ADFP sente que é seu dever colaborar com o Governo neste desígnio de bem acolher pessoas refugiadas . Portugal país de emigrantes deve ser um exemplo de tolerância e respeito pelas pessoas com culturas e religiões diferentes . 

A construção do Templo Ecuménico Universalista insere-se nesta filosofia de promoção da liberdade de crer ou de não crer com absoluta tolerância e respeito por quem vive e se afirma com cultura e espiritualidades diferentes . 

Tags
Comentários