Animação de loading

Família e auxiliares festejaram os 100 anos de D. Esmeralda Lopes

Na Residência Sabedoria na sede da Fundação ADFP de Miranda do Corvo  

11 Fevereiro 2020 | Social, Idosos

D. Esmeralda Lopes, nascida na Pedreira (concelho de Miranda do Corvo, a 6 de Fevereiro de 1920, festejou hoje os cem anos de vida, com uma festa na Residência Sabedoria, que teve a presença de filhos, netos e bisnetos, das auxiliares, da Diretora Adélia Sá Marta e do vice-presidente da Fundação ADFP, Sr. Palrinhas.

Cantados os parabéns à menina Esmeralda, a centenária conseguiu apagar as 3 velas do bolo de aniversário sem dificuldades e apresentou-se muito lúcida. Quando lhe perguntaram se se sentia bem na Residência, D. Esmeralda respondeu prontamente que sim, “toda a gente me trata bem e eu também não trato mal a ninguém”.

D. Esmeralda tem dois filhos, que esteve presente, 5 netos e um dos 7 bisnetos, o Henrique, de 23 anos que não puderam estar todos juntos, mas um dos filhos, Mário Lopes Cardoso referiu que no próximo sábado, dia 8, vão levar D. Esmeralda à sua terra natal, a Pedreira, para juntar toda a família, pois uma grande parte estava a trabalhar. A outra filha, Maria Lucília Lopes Cardoso Marques, também confirmou que a mãe ainda está lucida.

Foi o filho Mário que referiu que “ela sabe ler e escrever e nem sequer precisa de óculos para o fazer”.

D. Esmeralda, que chegou à Residência Sabedoria em 2015, tendo primeiro passado pelos cuidados continuados, gosta muito de conversar e ver televisão, além de ler e dançar, e especialmente de telenovelas, tendo como programa favorito O Preço Certo, na RTP 1.

A sua vida foi trabalhosa, trabalhou muito em quintas de Coimbra e depois na agricultura, até casar aos 24 anos com Aires dos Santos Cardoso. Depois ajudou o marido na recolha da resina dos pinheiros. A família confirmou ainda que D. Esmeralda tem uma bela memória quanto ao passado mais antigo, esquecendo-se mais das coisas no presente.

A Residência Sabedoria é uma das 10 residências da Fundação ADFP, onde residem 480 pessoas. Trata-se de uma Residência Geriátrica, a funcionar desde 1995, que acolhe idosos preferencialmente dependentes, acamados ou demenciados, isolados, com desajustamentos familiares graves, ou aqueles cujo cônjuge já esteja internado na instituição. Tem capacidade para 72 residentes, sendo 60 apoiados pela Segurança Social, como Equipamento Residencial para Pessoas Idosas. Trata-se do primeiro lar de idosos da região, que garantiu desde o início, prioridade de internamento a pessoas dependentes e acamadas. Assegura consultas médicas trissemanais e cobertura de enfermagem 24 horas por dia. O caráter inovador da Residência Sabedoria repetiu-se em 2000, quando criou uma Unidade de Apoio Integrado com 5 camas, em colaboração com o SNS e o Centro de Saúde de Miranda do Corvo, como experiência-piloto para a futura Rede de Cuidados Continuados Integrados.