Animação de loading

Equipas britânicas de ciclismo de pista de volta ao Hotel Parque

Chefe com estrelas Michelin na comitiva

Duas das equipas da Seleção Nacional de Ciclismo da Grã-Bretanha (British Cycling Federation) voltaram este mês ao Hotel Parque Serra da Lousã para mais um período de treinos na nossa região. Desta vez, vieram membros da equipa masculina e membros da equipa feminina, que treinaram durante 10 dias na área do nosso concelho, bem como nos concelhos vizinhos da Lousã, Poiares, etc.

Em conversa com o staff que acompanha estas equipas e com Gary Blesson, impulsionador da parceria desta Federação com o Hotel Parque Serra da Lousã, foi-nos dito que a envolvência e áreas da nossa região foram um dos grandes motivos que fizeram com que voltassem ao nosso concelho, mas também devido à primeira estadia no Hotel Parque Serra da Lousã, que tanto gostaram.

Atualmente, está prevista o regresso de uma das equipas da Federação Britânica de ciclismo já no próximo mês de dezembro.

No ano de 2019, prevê-se a repetição destes períodos de estadia no Hotel durante vários meses para algumas equipas, nos períodos de treino no nosso concelho que, deste modo, foi escolhida como base de campo de treino para períodos de 10 dias por mês.

O Hotel Parque Serra da Lousã permite que estas equipas possam ter a sua própria oficina de manutenção, onde também podem fazer treinos em espaço interior.

A acompanhar a Federação Britânica de Ciclismo deslocou-se Alan Murchison, conceituado Chef escocês com várias estrelas Michelin. Este Chef é também atleta, treinando em conjunto com os ciclistas. Diz ter adorado a estadia no Hotel Parque, bem como a nossa região. Estará também de volta em dezembro ao nosso hotel.

Para além dos ciclistas ficam também alojados no Hotel massagistas, mecânicos, treinadores responsáveis das equipas de ciclistas britânicos, onde muitos foram já galardoados com medalhas de prata e ouro em algumas edições dos “Jogos Olímpicos”.

Todo este processo foi permitido em colaboração com o inglês Gary Blesson, atualmente a viver na aldeia de Corujeira, freguesia de Vila Nova. Este inglês de 54 anos, conhecido como "Flash" começou em Inglaterra a prática deste desporto com cerca de 23 anos, tendo trabalhado posteriormente durante vários anos com as equipas do "British Cycling". A vinda de Gary para Portugal prima-se sobretudo para poder criar o seu próprio negócio relacionado com ciclismo, tendo apostado na nossa região para dinamizar este negócio.

Gary é a primeira pessoa em Portugal a conseguir este feito, salientando ainda que já trabalhou em vários sítios do Mundo e que fica cheio de orgulho por poder ver finalmente em 2018 o seu sonho tornar-se realidade, conseguindo trazer as equipas de ciclistas britânicos a Miranda do Corvo para poderem treinar aqui, visto que antes treinavam em Mallorca, Espanha.