Animação de loading

Fundação ADFP iniciou campanha de angariação de fundos

Na sequência de ato de vandalismo que incendiou trator

A Fundação ADFP de Miranda do Corvo iniciou uma campanha de angariação de fundos junto de empresas suas fornecedoras, para aquisição de um novo trator para atividades agrícolas, após o seu ter sido incendiado num ato de vandalismo dia 2 de Dezembro último.

O trator Deutz, modelo agro lux 320 com pá frontal e tração às quatro rodas, adquirido em 2010 por 30.214,12 euros, foi incendiado numa das propriedades agrícolas e florestais da Fundação no Cadaixo, durante a hora de almoço dos trabalhadores. Esta máquina apoiava as atividades agrícolas da Fundação, que asseguram a criação de postos de trabalho, para pessoas com deficiência, doença mental ou desempregados de longa duração, com vista a uma produção que dê sustentabilidade e garanta receitas, que nos tornem menos dependentes do apoio do Estado.

Num ofício enviado às empresas fornecedoras solicitou-se o apoio das mesmas no âmbito da sua responsabilidade social, tendo já sido angariados 5.650 euros.

Contribuíram até agora para este montante, as seguintes empresas:

Cruz Branca, Lda (1000€), ADIR Aurélio M. D. Rodrigues, Lda. (250€), Montael (100€), Soteol (100€), anónimo (25€), Miranseguros (250€), EFAPEL (500€), Caixa de Crédito Agrícola M. Corvo (800€), Cardoso, Barros & Barros Soc. Advogados (100€), Palamenta (100€), Maria Alzira Barbosa, Unipessoal, Lda (50€), Cosmatel (500€), Seixas e Maria (100€), Nuno Tiago Santos (50€), Miranescritas (50€), Fernando José Simões Santos (100€), Friquental (100€), Luciano e Filhos (100€), Farmácia Antunes (30€), Lactifoz (300€), Higipoiares (50€), Albiscola (25€), Amândio dos Reis Brandão (20€), Lopes, Rodrigues & Sousa, Lda.- Tecidos de Coimbra (250€) e anónimo (450€), Arnaut e Filhos, Lda (250€).

Comentários