Animação de loading

Com 0,5% do IRS pode ajudar a Fundação ADFP

Para benefício e apoio de 400 crianças, jovens, deficientes, doentes mentais e idosos.

Na Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, vivem 400 crianças, jovens, deficientes, doentes mentais e idosos que precisam de proteção e apoio, que poderá ajudar consignando 0,5% do IRS para a instituição mirandense.

 

Para ajudar a IPSS mirandense a construir vidas basta preencher na declaração do IRS (Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares) no Anexo H, o Quadro 9, relativo a Instituições Particulares de Solidariedade Social, com a designação Fundação ADFP e o Campo 901 com o NIPC 509 427987.

 

As crianças, jovens, deficientes e idosos que vivem na Fundação ADFP bem como a equipa que deles cuidam agradecem com um muito obrigado.

 

A Fundação ADFP é uma IPSS sem fins lucrativos, reconhecida como de Utilidade Pública desde 1989. Com sede em Miranda do Corvo, a Fundação ADFP estende o seu raio de ação a vários concelhos do distrito de Coimbra, assegurando valências e serviços culturais nos concelhos de Coimbra, Penela, Lousã, Góis e Penacova.

 

Com mais de 1300 amigos contribuintes, os serviços da Fundação ADFP são regularmente utilizados por mais de 3.400 pessoas. Este conjunto integra as 400 pessoas (idosos, deficientes, doentes mentais, doentes crónicos, mulheres maltratadas e crianças) que vivem nas residências da IPSS.

 

A Fundação ADFP apoia deficientes, doentes crónicos e inadaptados, doentes mentais, crianças, jovens e idosos, pelo propósito de dar expressão ao dever de solidariedade entre as pessoas, bem como pela completa integração do indivíduo na sociedade; recusa ser um gueto de pessoas com carências; possui valências sociais, serviços de saúde, secções culturais, recreativas e desportivas e aposta numa lógica de desenvolvimento regional, tendente à criação de riqueza, postos de trabalho e combate à pobreza.

 

O objectivo último da Fundação ADFP é o de promover a qualidade de vida (física, psíquica, económica e social) de vários grupos sociais - crianças, jovens, adultos desfavorecidos, deficientes, doentes e idosos.

Comentários