Animação de loading

III Encontro Nacional de Grupos Musicais e Coros da Universidade Sénior da Fundação ADFP

No Parque Biológico da Serra da Lousã

É já no próximo domingo que tem lugar o III Encontro de Grupos Musicais e Coros organizado pela terceira vez consecutiva, pela Universidade Sénior da Fundação ADFP de Miranda do Corvo, a única a fazê-lo no âmbito da Rútis (rede universitária da terceira idade e sénior).


Desta vez participam no encontro 200 pessoas de oito universidades, Abrantes, Guimarães, Oliveira de Azeméis, Barreiro, Espinho, Lamego, Valpaços e Miranda do Corvo.


Logo pela manhã haverá um paddy paper tendo por tema a praxe universitária de Coimbra, e depois um workshopsobre o pão.


Após o almoço no picadeiro coberto do Centro Hípico do Parque Biológico, seguir-se-ão os coros das universidades e os grupos de cavaquinhos das de Abrantes, Oliveira de Azeméis e Miranda do Corvo.
Criada em 2005, a Universidade Sénior da Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, fruto de trabalho árduo cedo granjeou renome nacional, ao vencer um Concurso de Cultura Geral da Rústis, classificando-se em segundo e terceiro lugar noutras edições.
 

Com a criação de um Grupo de Cantares e um Grupo de Cavaquinhos, sob a direcção da maestrina austríaca Eva Haüer ganhou renome nacional e internacional.


A Universidade Sénior da Fundação ADFP transformou-se num case study de boas práticas na área do envelhecimento ativo sobretudo devido ao movimento cívico que criou em 2009, em defesa do regresso definitivo a Portugal de um tesouro em ouro e prata do período proto-histórico, descoberto no século XIX e vendido a Espanha nas primeiras décadas do século XX.


O tesouro foi descoberto em Chão de Lamas, Miranda do Corvo, e vendido peça a peça a um ourives de Coimbra. Este, face ao desinteresse do Estado português, vendeu-o ao Museu Nacional de Arqueologia de Madrid, onde está exposto na Sala do Tesouro.


A luta pelo regresso definitivo a Portugal do Tesouro de Chão de Lamas é um dos lemas desta universidade sénior, cujos alunos ainda dia 23 deslocaram-se a Lisboa no âmbito de outro movimento cívico, este o do Ramal ferroviário da Lousã para exigir que “Metro a Metro se construa o Metro Mondego”.


O III Encontro de Grupos Musicais e Coros da Universidade Sénior da Fundação ADFP constitui uma grande oportunidade de convívio entre as oito universidades e uma importante manifestação cultural.
O facto de ter lugar no Parque Biológico da Serra da Lousã favorece a sensibilização dos “avós” para a preservação da natureza e para a biofilía.

Comentários