Animação de loading

Dois utentes da ADFP conquistaram os títulos de Juvenis e Benjamins

Jovens da Fundação ADFP surpreendem na prova inaugural da época damística

A Fundação ADFP, que alinhou com uma equipa que tem a sua génese no Centro de ATL (Atividades de Tempos Livres) da instituição, conquistou os títulos de Juvenis e Benjamins, no Open Nacional de Coimbra 2017, a 25 de Março.

O Open Nacional de Coimbra 2017 (Jovens) abriu a época damística dos escalões de Formação da FPD (Federação Portuguesa de Damas) na sede do Corpo Nacional de Bombeiros Sapadores.

A prova foi organizada pela FPD, com o apoio da Câmara Municipal de Coimbra, em sistema suíço de cinco sessões, e apurou paralelamente os campeões distritais de Coimbra, nos respectivos escalões (sub-8, sub-11, sub-14, sub-17).

A verdade é que os Jovens Damistas da Fundação ADFP surpreenderam pela positiva. O Open terminou com um invicto quarteto de quatro pontos na frente, liderado por Bruno Fernandes, que viu o seu esforço premiado no desempate. Inteiramente justo se se atender ao facto de o jovem mirandense ter defrontado adversários de gabarito nacional com sucesso. Impôs, por exemplo, um empate ao atual campeão nacional, e venceu o de 2015. Como corolário lógico deste desempenho, sagrou-se Campeão Distrital de Juvenis. No pódio teve a companhia de Tiago Paiva, bem como de um colega de equipa, Gabriel Gomes, também ele uma revelação que assim conquistou o vice campeonato de Iniciados. O jovem só não atingiu o título máximo devido à concorrência do muito mais experiente Tiago Paiva que, na derradeira sessão, cedeu o seu segundo empate perante o colega de equipa Eduardo Carvalho, à semelhança do que sucedeu entre Bruno Fernandes e João Rodrigues, a deixar bons apontamentos.

Nos Benjamins, Henrique Costa impôs-se à armada da ACM-Coimbra, ao terminar isolado com três pontos, arrebatando assim o título de Campeão Distrital de Benjamins 2017.

Os sete jovens da Fundação ADFP tiveram a oportunidade de se estrear em competição e de assimilar pormenores que fazem a diferença nesta modalidade. Para além de Bruno Fernandes, Gabriel Gomes, Henrique Costa e João Rodrigues participaram também Francisco Costa, Inês Martins e Patrícia Simões.

Bruno Fernandes, vencedor do Open de Coimbra e campeão distrital de Juvenis, afirmou que joga damas desde pequeno, mas que o passou a fazer de forma mais intensa desde que em Outubro de 2016 se iniciou o Clube de Damas no Centro de Atividades de Tempos Livres da Fundação.

“Jogar damas é mais fácil do que xadrez. Mas acho que tenho hipóteses de vencer o campeonato nacional a 16 de Dezembro”, afirmou o jovem.

O Clube de Damas da Fundação ADFP, iniciou-se em Outubro passado, e é orientado pelo damista Filipe Paiva, da Lousã.

Recorde-se que o campeão nacional de Damas, Vaz Vieira, já veio ao Clube de Damas, e numa delas jogou uma simultânea contra cerca de 20 alunos, no auditório do Hotel Parque Serra da Lousã. A Fundação ADFP tem um ADN de vencedora, seja no reconhecimento nacional da sua intervenção social, com diversos prémios, seja na equitação adaptada em que foi a primeira representante de Portugal nos paralímpicos em Atenas, ou com a Universidade Sénior, cujos alunos têm brilhado em vários concursos de cultura geral de âmbito nacional.

Comentários