Animação de loading

Estamos perante um projeto inovador que responde a lacunas da região.

CENTRO CÍVICO E SOCIAL DO INGOTE motiva ENCONTRO DE TRABALHO

No seguimento da iniciativa que decorreu há alguns meses, e que reuniu forças vivas da Cidade de Coimbra , e em que foi constituído um Conselho Consultivo para o Planalto do Ingote ,deslocaram-se a Miranda do Corvo, mais concretamente à FUNDAÇÃO ADFP ,um grupo de personalidades ligadas à zona de implementação do Centro Cívico e Social.

Na comitiva figuraram o Presidente da Junta de Freguesia de Eiras e S. Paulo de Frades, Sr. Fernando Abel e os Presidentes das Associações de Moradores do Monte Formoso, Cooperativa António Sérgio e Rua Cidade de S. Paulo, respetivamente Dr. Manuel Cruz, Sr. Victor Oliveira e Sr. Hugo Gouveia.

A deslocação visou em primeiro lugar mostrar aos visitantes a capacidade interventiva da Fundação ADFP no terceiro sector, através da visita aos vários equipamentos do Centro Social e extensões na Vila de Miranda do Corvo, para além de uma breve visita ao Espaço da Mente no parque biológico da serra da Lousã, último investimento museológico ,recentemente inaugurado por sua Excelência o Sr. Secretário de Estado da Cultura, Dr. Jorge Barreto Xavier.

O encontro, o primeiro de muitos que se espera promover, destinou-se a delinear estratégias concretas para que o Centro Cívico e Social do Ingote seja uma realidade na Cidade de Coimbra e na Região Centro, dado que as respostas a implementar não existem neste domínio geográfico.

Recorde-se que este Projeto é uma parceria da Câmara Municipal de Coimbra e a Fundação ADFP, intervindo a primeira na componente desportiva, cultural, recreativa e associativa e a segunda em três equipamentos sociais destinados a grupos-alvo diferenciados: Crianças e Jovens com Deficiência e Doenças Raras, Cuidados Paliativos e Doenças Degenerativas neurológicas e mentais .

O Dr. Jaime Ramos, Presidente do Conselho de Administração, manifestou a necessidade do Projeto ser devidamente enquadrado pelo Município, visando a sua candidatura em tempo útil ao novo Quadro Comunitário PORTUGAL 2020.

O líder da Fundação reiterou o prometido em outros ocasiões, e que se prende com o assumir de 50% do investimento na vertente social, caso o Projeto obtenha os tão desejados Fundos Comunitários.

Importa salientar que as estruturas que serão construídas no Ingote serão respostas sociais e de saúde , incluindo estruturas culturais e desportivas que valorizam toda a região e acentuam a centralidade liderante de Coimbra na região centro.

O projeto para o Ingote, com assinatura do arquiteto Carrilho da Graça , não é uma simples beneficiação de um bairro mas sim um projeto ambicioso de resposta a necessidades sociais e de saúde de Coimbra e da região centro.

Comentários