Animação de loading

Casimiro Simões vai encontrar-se com os protagonistas do seu último livro

Com visita ao presépio vivo do Parque Biológico da Serra da Lousã

O jornalista e escritor Casimiro Simões, autor de “Cornos ao sol – Agonia do carneiro velho na troika de Vale Tudo”, vai encontrar-se com os protagonistas do seu último livro, burro Orelhudo, carneiro Cornudo e porco Beiçudo, pelas 11h00 de sábado, dia 14 de Dezembro, na Quinta da Paiva.

Dois deles, o burro e o carneiro, integram o presépio vivo do Parque Biológico da Serra da Lousã, patente ao público desde 6 do corrente e até 6 de Janeiro.

Numa iniciativa de humor e fraternidade natalícia, promovida em cooperação com a Fundação ADFP, Casimiro Simões escreveu expressamente um conto de Natal para crianças e adultos, que vai ler aos presentes.

Orelhudo, Beiçudo e Cornudo, lá estarão, imortalizados na fábula de Casimiro Simões, que encerra uma trilogia satírica iniciada em 2009, para assinalar o centenário da implantação da República em Portugal.

Além da oferta de alguns exemplares da obra à Fundação e à sua Biblioteca Itinerante, após intervenções do autor e do presidente da instituição mirandense, Jaime Ramos, realiza-se uma sessão de autógrafos dos três livros que integram a coleção: “Com as botas do meu pai” (2009), “Campanha bufa” (2010) e “Cornos ao sol - Agonia do carneiro velho na troika do Vale Tudo” (2013).

O burro Orelhudo, o porco Beiçudo e o carneiro Cornudo, que se refugiaram nas encostas da imaginária vila de Vale Tudo, onde enfrentam o “ataque fulminante dos mercados”, são as personagens principais do livro, apresentado em outubro, perante mais de 150 pessoas na Filarmónica Lousanense. Na sessão falaram o advogado e escritor António Arnaut, o historiador Carvalho Homem, o ator Adriano Carvalho e o autor.

“Cornos ao sol” é dedicado ao Ramal da Lousã, como contributo cívico para a sua reativação, homenageando ainda vários cidadãos, instituições e causas convergentes.

Há quatro anos, a ADFP já tinha colaborado no lançamento do primeiro volume da trilogia, na Lousã, fazendo deslocar para o local o burro que abrilhantou a sessão, carregado de livros, no exterior da Biblioteca Municipal.

Jornalista da Agência Lusa, desde 1989, e membro do conselho geral do Sindicato dos Jornalistas, Casimiro Simões reside na Lousã, sua terra natal. Este encontro no Parque Biológico da Serra da Lousã constitui mais um atrativo para quem for visitar o Presépio Vivo com mais de 40 figurantes, e onde se poderá deliciar também na tenda dos Aconchegos de Natal, com doces e manjares típicos da época festiva.

Comentários