Animação de loading

Vídeo do Hospital Compaixão ultrapassou as 105 mil visualizações

Vídeo do Hospital Compaixão ultrapassou as 105 mil visualizações no Facebook com quase 1.200 partilhas e um alcance de 121 mil pessoas / perfis.

02 Março 2020 | Saúde

Vídeo da Fundação ADFP ultrapassou as 105 mil visualizações no Facebook com quase 1.200 partilhas e um alcance de mais de 121 mil pessoas/ perfis. Sem contar com as partilhas, só na publicação inicial da Fundação houve quase 500 comentários E 1.316 reações.

Perante o debate nacional e na Assembleia da República sobre a Eutanásia e Suicídio Assistido a Fundação ADFP divulgou um vídeo em que alerta para o facto de o Hospital Compaixão continuar fechado. Perante o facto de as Camas de Cuidados Continuados e Paliativos permanecerem vazias a Fundação pede para que Tenham Compaixão dos doentes

O vídeo lembra que no debate sobre Eutanásia e Suicídio Assistido - que ocupa a opinião pública- há um consenso: "Portugal não tem, nem de perto nem de longe, a cobertura necessária em termos de cuidados paliativos".

Perante esta certeza a Fundação pergunta como é possível que a ARS de Coimbra e o Governo não permitam às pessoas o acesso a Cuidados Continuados Paliativos ou de Convalescença, e mantenham o Hospital Compaixão fechado.

Recordamos que em todo o Pinhal Interior o Governo nunca abriu nenhuma cama de Cuidados Continuados de Convalescença ou de Paliativos numa manifestação de desprezo inaceitável para com as pessoas que vivem nestes territórios de baixa densidade.

Não é sério um Governo falar de coesão territorial, de descentralização e de metidas de apoio ao Interior e em simultâneo recusar Cuidados Continuados de Convalescença e Paliativos no Pinhal Interior.

Os cuidados de saúde não só contribuem para uma melhor qualidade de vida como criam postos de trabalho que ajudam a fixar jovens indiferenciados mas também quadros licenciados.

As mais de 105 mil visualizações mostra que começa a haver uma opinião pública que não compreende os obstáculos que estão a ser criados a Fundação.

A Fundação está convencida que o Hospital Compaixão só não abre por birra e sectarismo político.

Não há racionalidade nesta oposição ao Hospital Compaixão em Miranda quando a ARS apoia os hospitais particulares de Anadia, Mealhada ou Oliveira do Hospital tal como acontece em dezenas de outros concelhos em todo o País.

As imagens do vídeo são de Rijo Madeira e foram retiradas da reportagem do Professor Norberto Pires no Coimbra Canal sobre o Hospital Compaixão.

 

https://www.facebook.com/ FundacaoADFP/videos/ 189410842273954/

Tags
Comentários