Animação de loading

USM visitou Fundação António Quadros, Biblioteca Municipal e Salinas de Rio Maior

Alunos da Universidade Sénior do Mondego em visita de final de ano letivo

09 Julho 2018 | Social, Idosos, Educação e Formação

No prosseguimento do tema abordado nas aulas da disciplina Patrimónios com História, “As Salinas de Rio Maior”, e com a participação da disciplina Clube de Leitura, os alunos da Universidade Sénior do Mondego (USM) visitaram a Fundação António Quadros, a Biblioteca Municipal e as Salinas de Rio Maior.

À chegada a Rio Maior e antes da visita à Fundação António Quadros, os alunos seniores realizaram uma curta visita à Biblioteca Municipal Laureano Santos, um dos equipamentos culturais do concelho de Rio Maior, edifício construído de raiz e especificamente para a função a que se destina: a de Biblioteca Pública.

Seguiu-se a visita à Fundação António Quadros - Cultura e Pensamento, também integrada no mesmo edifício, um dos momentos altos do dia, tem por fim o estudo e a divulgação do Pensamento e da Obra de António Quadros, Fernanda de Castro, António Ferro e de quaisquer personalidades de mérito. A sua mentora e Diretora, Mafalda Ferro, fez para o grupo uma apresentação riquíssima não só da Fundação, mas também de toda a história da família da qual faz parte. As várias manifestações expressas por elementos do grupo revelaram bem o interesse despertado por este primeiro contacto com esta Fundação e a sua Diretora, primeiro contacto, pois, logo ficou a promessa e o desejo de uma nova visita da USM.

A comitiva seguiu depois para a Fonte da Bica, onde se localizam as salinas. Aí esperava-a um excelente almoço e a representante do Turismo de Rio Maior, que acompanhou o grupo na visita demorada e sempre explicada, do fenómeno que está na origem das salinas sem mar. Uma mina de sal-gema, extensa e profunda, segundo os técnicos, atravessada por uma corrente subterrânea que alimenta um poço, faz com que a água dele extraída seja salgada, sete vezes mais salgada que a do mar. Da sua exposição ao sol e ao vento e consequente evaporação da água obtêm-se o sal, depositado no fundo dos talhos, o qual depois é colocado em montes, em forma de pirâmides, para secar até ser recolhido. Nas salinas foi possível apreciar em alguns talhos o trabalho diário dos seus proprietários nas diversas tarefas que estão associadas à produção do sal. 

Foi um dia inesquecível para todos e o culminar enriquecedor de mais uma abordagem a patrimónios que a todos orgulham. Foi também o culminar de um ano letivo que todos viveram com intensidade e muito interesse, e terminou com uma viagem tranquila até ao Centro Intergeracional do Mondego e com o pensamento no próximo ano letivo e nos novos temas e desafios que a USM prepara.

A Universidade Sénior do Mondego é uma das valências do CIM, Centro Intergeracional Mondego, da Fundação ADFP, localizado na freguesia de S Martinho do Bispo, Coimbra. Neste centro funcionam também uma creche e duas salas de infantário com ensino pré-escolar.