Animação de loading

Presidente da Câmara de Miranda do Corvo visitou Fundação e Hospital

Para Miguel Baptista a entrada em funcionamento deve ser assegurada pela tutela tão breve quanto possível

10 Março 2020 | Saúde, Fundação ADFP

 

O Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, visitou as novas obras da Fundação, nomeadamente o Hospital Compaixão, e exprimiu “o desejo que a entrada em funcionamento desta unidade hospitalar seja assegurada pela tutela tão breve quanto possível”.

Tendo como cicerones o Eng.º. Rui Ramos, Diretor Executivo, a Eng.ª Gabriela Andrade, responsável do projeto hospitalar, e o próprio presidente do Conselho de Administração, Jaime Ramos, o edil mirandense visitou as obras que ainda não conhecia, como a Residência Respeito, a cozinha, o remodelado armazém, mas também o Museu do Mel, e o novo Hospital Compaixão, pronto desde Abril de 2019 mas ainda sem funcionar, e para o qual a Câmara prometeu subsidiar com 750 mil euros.

O Hospital Compaixão constitui um investimento de 7 milhões, tem um bloco operatório com duas salas, 54 camas, área de exames auxiliares de diagnóstico (Imagiologia, cardiologia, gastro, análises, etc.) gabinetes para consultas de especialidade e área para “urgência “ atendimento permanente de 24h.

Miguel Baptista, ainda visitou a empresa de cosméticos naturais D’Natureza, participada pela Fundação, e a nova adega da ADFP, na zona industrial onde contactou com as marcas dos vinhos que estão a ser produzidos.

Foi na adega, com geropiga Paixão Natural, que Miguel Batista propôs um brinde á rápida abertura do Hospital Compaixão.

O Presidente da Câmara referindo-se ainda ao Hospital Compaixão e á sua importância para a região afirmou:

“Com equipamento de saúde de topo, fundamental para o concelho e região, não só pelos cuidados de saúde que permitirá assegurar, mas também porque irá contribuir para o desenvolvimento socioeconómico do concelho” aludindo aos postos de trabalho que criará e ao efeito positivo nas restantes áreas empresariais do concelho.

Jaime Ramos manifestou o desejo de ver a Câmara envolvida de forma pública na abertura do Hospital exigindo ao Governo que assine os acordos de cooperação para que funcione como estabelecimento do SNS.

Ficaram previstos novos encontros entre Câmara e Fundação, que poderá envolver as juntas de freguesia, para em uníssono, se exigir que o concelho seja tratado em Igualdade com Mealhada, Anadia, Ansião e Oliveira do Hospital.

Nesta visita estiveram presentes outros dirigentes e técnicos da Fundação ADFP, como José Palrinhas, Quirino São Miguel, António Simões, Andreia Antunes e Carlos Filipe.