Animação de loading

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência no Parque Biologico e no projecto Mentes Brilhantes 

Fundação ADFP promove atividades de valorização dos seus colaboradores especiais

Hoje comemora-se um dia muito especial para a Fundação ADFP e para todos que comungam da sua filosofia. A instituição defende que, na sua área de intervenção, mais importante do que “Diagnosticar Deficiências” é potenciar aptidões e valorizar talentos.

No âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência ou Incapacidade, e durante o período da manhã, os utentes e colaboradores da Formação Profissional e Centro de Atividades Ocupacionais foram fazer experiências ao Laboratório “Mentes Brilhantes”, localizado no Centro Educativo de Miranda do Corvo, possibilitando a estes colaboradores experienciar algo diferente e desafiante.
A Fundação ADFP desde sempre privilegiou o apoio a pessoas portadores com deficiência – é um dos seus objectivos estatutários – em actividades ocupacionais, em formação profissional e, sempre que possível, através da sua integração profissional. Estas valências têm uma vertente funcional, socialmente útil e produtiva, que a organização reconhece através do estatuto de colaborador e com uma remuneração mensal.
Durante o período da tarde, no Parque Biológico da Serra da Lousã, trabalhadores de emprego apoiado e utentes estiveram juntos para assinalar a data, fazendo jus ao carácter inclusivo deste projecto, que conta já com mais de 250 mil visitantes, desde a sua abertura.   
Diariamente, vários são os colaboradores, portadores de deficiência física e/ou mental, que colaboram connosco nas mais diversas atividades, alguns dos quais assumindo cargos de chefia, muitos com três décadas de colaboração com a ADFP, tendo iniciado na formação profissional.
A clara aposta na integração profissional, em emprego apoiado ou em regime normal, permitem que a Fundação ADFP seja hoje uma referência nacional de boas práticas neste domínio, tendo hoje nos seus quadros cerca de 25% de pessoas com deficiência.
Está sempre subjacente a criação de novos projectos sustentáveis que, gerando receitas próprias, têm como objetivo primordial a criação de postos de trabalho para pessoas com deficiência ou doença mental.
Destaque para o Parque Biológico da Serra da Lousã, bem como o Projecto de Investimento Agrícola, que surgem com o objetivo primordial de ser um projeto social que empregue pessoas com deficiência física e/ou mental, vitimas de exclusão social e desempregados de longa duração.

Os Nossos Campeões

Em 2015 a Fundação ADFP publicou um livro com 24 registos biográficos de colaboradores da Fundação ADFP, portadores de deficiência. Gente que sabe ultrapassar barreiras, que não desiste nem vira a cara às dificuldades. Livro que junta heróis e conta histórias, dando voz a quem as vive. Heróis que são exemplos de tenacidade e persistência. Com a sua leitura aprendemos a ser felizes, a amar e valorizar o trabalho. Este livro foi apresentado em Coimbra e no Fundão e poderá ser adquirido no Parque Biológico da Serra da Lousã.

Fundação ADFP, Marca Inclusiva

Em 2017 a Fundação ADFP recebeu o estatuto de “Marca Inclusiva” atribuído pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, preenchendo todos os requisitos para ser considerada uma entidade empregadora inclusiva. Para a atribuição deste estatuto contribuíram os números da Fundação ADFP, nomeadamente na empregabilidade, e em especial em grupos com desvantagem e que habitualmente não têm lugar no mercado de trabalho regular.Uma percentagem elevada de colaboradores são pessoas vítimas de deficiência, incapacidades ou doença mental grave. No total são 222 colaboradores especiais, e muitos são chefes e diretores de serviços, desempenhando funções ao mais alto nível da hierarquia. Alguns licenciados (contabilista, economista, gestor, psicólogas, etc.), pro situação congénita ou vítimas de acidente, foram reabilitados na instituição e, após formação profissional, interna, assumiram a liderança de importantes serviços na organização. Toda a área financeira (contabilidade, gestão de projetos, aquisições e economato) é assumida por colaboradores com desvantagens.