Animação de loading

Visitaram o Espaço da Mente antes do concorrido almoço de Natal

Personalidades e amigos da Fundação ADFP

Foi com o Salão de Festas cheio que decorreu o habitual almoço de Natal da Fundação ADFP, com a presença de dirigentes, funcionários, colaboradores e utentes, e membros do Conselho de Estratégia da Instituição, dia 20 de Dezembro.

Mas antes, António Arnaut,  Sá Furtado, António Taborda, Meliço  Silvestre, António Barbosa de Melo, Nuno Filipe, visitaram o Espaço da Mente, no Parque Biológico da Serra da Lousã, com o anfitrião Jaime Ramos, presidente do Conselho de Administração.

O Professor Barbosa de Melo diria a tratar-se de “uma bela ideia básica que já está desenvolvida, mas que ainda vai ser sujeita a novos desenvolvimentos que nunca se sabe quais serão “numa referência a novas descobertas científicas e ao futuro Templo ecumênico, universalista.

Já António Arnault afirmou que “já conhecia a ideia em projeto mas visto fisicamente e ouvida a explicação de quem sabe do que fala, o Dr., Jaime Ramos, fiquei maravilhado”.

“É um local que merece a nossa visita pelo que nos faz descobrir em nós próprios”, concluiu. O Espaço da Mente a abrir ao público em Março 2015 é o centro do Ecomuseu de Miranda do Corvo.

Depois deslocaram-se todos para um Salão de Festas cheio de gente, para o almoço de Natal, no qual as crianças e jovens do Lar de Infância e Juventude, presentearam os comensais com um conjunto de cânticos de natal, preparados pela professora de inglês, Paula N’Golo Martins.

No fim do almoço, Jaime Ramos convidou duas personalidades para breves intervenções. A primeira foi a do Padre Daniel, pároco da nossa paróquia, presidente do Conselho Fiscal.

“Há um mês falei aqui nas comemorações do 27º aniversário que gostos dos animais mas gosto mais das pessoas, como o Papa Francisco diz “as pessoas não são descartáveis”, e basta ver o sequestro na Austrália e no mesmo dia 140 pessoas eram mortas no Paquistão, muitas delas crianças”.

“Mas este trabalho social que aqui se faz é um trabalho de futuro, quotidianamente feito. No Natal o que está em festa a é a infinitude da grandeza humana”.

Nuno Filipe, presidente do Conselho Fiscal, desejou um bom Natal e “que 2015 traga tudo de bom, que não vai ser fácil. Fácil é falar no Natal, mais difícil é nós compreendermo-nos em todo o mundo, onde a pobreza e a miséria imperam e se regista a morte de milhares de crianças pela fome. Desejo que o Natal seja todos os dias para todos os que aqui e lá fora sofrem”.

Depois, Jaime Ramos deu a palavra a Barbosa de Melo:

“Gostei muito de vir à Festa de Natal e recordo que amanhã é o solstício de inverno, começando depois um novo ciclo. Um ciclo excelente onde somos levados a refletir e a distinguir o bem do mal. Não há maneira melhor do que trocarmos ideias e este convívio”.

A terminar, Jaime Ramos agradeceu aos convidados que se sentaram à sua mesa e a to dos o trabalho desenvolvido não só em termos técnicos mas também por ter entrega pessoal e bondade.

“Numa obra social, estamos em cada dia a mudar a vida das pessoas, contribuindo para o seu bem-estar”.

Por fim um agradecimento especial ao vice-presidente, Quirino S. Miguel, “que me substitui sempre que eu não posso estar presente e que ele aceita com humildade e entrega neste trabalho social” e um voto para o novo ano:

“Que todos nós e o país possamos fazer melhor, sendo todos mais fraternos e solidários uns para com os outros”.

Comentários