Animação de loading

Utentes do Centro de Dia de Lamas colheram as tradicionais flores

Manhã cedo pelos campos fora no Dia da Espiga

Utentes do Centro de Dia de Lamas, da Fundação ADFP de Miranda do Corvo, manhã cedo foram campos fora recolher flores para formarem os tradicionais ramos, no Dia da Espiga, 29 de Maio.

O Dia da Espiga ou Quinta-feira da Espiga é uma celebração portuguesa que ocorre no dia da Quinta-feira da Ascensão, com um passeio matinal, em que se colhem espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte. Colocaram em todos os ramos uma etiqueta a explicar a simbologia das flores, sendo que a Espiga simboliza o pão, o Malmequer é ouro e prata, a Papoila é amor e vida, a Oliveira é azeite e luz, aVideira representa vinho e alegria e o Alecrim, saúde e força.

Comentários