Animação de loading

Universidade Sénior do Mondego iniciou ano letivo 

Com aula inaugural da Diretora da Universidade Sénior de Miranda do Corvo

A Universidade Sénior do Mondego, sediada no Centro Intergeracional do Mondego, em Coimbra, iniciou o ano letivo de 2017, com uma abertura formal dia 10 de outubro, com a aula inaugural a ser dada por Cristina Cruz, Diretora da Universidade Sénior de Miranda do Corvo.

Mas o primeiro a intervir, em nome da Fundação ADFP, foi o vice-presidente Quirino São Miguel, que deu as boas vindas a alunos, professores e ao numeroso público presente.

O coordenador da Universidade Sénior do Mondego, Fausto Correia, deu as boas-vindas a todos e falou das atividades que aguardam os novos 66 alunos:

Os alunos da Universidade Sénior do Mondego terão acesso a aulas nas disciplinas e temáticas de Cidadania, Conta-me Histórias, Informática, Inglês, Literacia em Saúde, Património com História, Psicologia, Sociologia, Envelhecimento Ativo, sem esquecer o Clube de Leitura, a Ginástica, Pintura, Dança, Tai-Chi, Música com Grupo de cordas, etc. O plano curricular integra, para além das atividades em sala de aula, visitas de estudo, trabalhos de campo, e viagens socioeducativas.

Cristina Cruz, diretora da Universidade Sénior de Miranda do Corvo, deu a aula inaugural no início da sessão solene de abertura, fazendo o seu historial, criada em 2005, no sentido de promover o envelhecimento ativo e a intergeracionalidade como forma de partilha de experiências. O ensino funciona em regime não formal, sem fins de certificação, e situa-se num contexto de formação ao longo da vida. É um caso de sucesso nacional, tendo ganho vários prémios e vencido concursos de cultura geral. Este facto permitiu-lhe ter sido a organizadora, em 2007 e 2015, de dois encontros nacionais de Universidades Seniores, em Miranda do Corvo.

Cristina Cruz concluiu, afirmando que na Universidade Sénior de Miranda do Corvo, “educa-se para a felicidade”.

Logo a seguir houve uma aula aberta de Tai-Chi, pela mão do Professor João Álvaro, e depois uma aula aberta de Envelhecimento Ativo, com a professora Carolina Mota. A sessão terminou com um lanche convívio, com a presença dos alunos da Universidade Sénior do Mondego, e da Universidade Sénior de Miranda do Corvo.

A Universidade Sénior do Mondego surgiu em 2016, no contexto de aproveitamento das instalações do antigo Colégio São Martinho, e confrontada com a necessidade de criar uma Universidade Sénior exemplar no Concelho de Coimbra, contando na altura com o apoio do Dr. Ricardo Pocinho, especialista em envelhecimento ativo, e no seguimento da experiência e do sucesso da Universidade Sénior de Miranda do Corvo.

A Universidade Sénior do Mondego tem 66 alunos, e funciona junto das crianças e jovens, numa lógica de convívio intergerações.

Sede no Centro Intergeracional Mondego

 A Fundação ADFP adquiriu o pavilhão de exposição da Mogno Móveis, em Fala (Coimbra), para ali instalar uma creche e pré-escola, valências que abriram as portas no ano letivo 2017/18.

Neste edifício, localizado perto da via rápida de Taveiro, ficou a funcionar também, a Universidade Sénior do Mondego, projeto também promovido pela ADFP.

A creche e pré-escola que se encontram a funcionar naquele pavilhão, foram adquiridas pela ADFP após a falência, há pouco mais de um ano, do Centro Social e Paroquial de S. Martinho.

Tags
Comentários