Animação de loading

St. Paul’s School, em S. Martinho do Bispo, abriu portas à comunidade, em Coimbra

Transformado como do dia para a noite, o antigo Colégio de S. Martinho deu lugar ao novo St.Paul’s School, um novo colégio privado bilingue, inspirado no St. Peter’s International School de Palmela, que abriu portas à comunidade, em Coimbra, dia 9 de setembro.

Pelas mãos da Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, que se associou ao St. Peter’s School de Palmela, seguindo-lhe o modelo educativo, o St.Paul’s School mostrou-se à comunidade, com pompa e circunstância.

Dezenas de pessoas puderam assim visitar durante algumas horas aquele que se espera vir a ser um colégio de excelência e de referência em Coimbra, com amplas e numerosas salas de aula, impecavelmente mobiladas e apetrechadas, tendo como cicerones professores e auxiliares, com o seu uniforme. Na apresentação estiveram presentes os mais altos quadros da Fundação, desde o Diretor Executivo, Rui Ramos, ao vice-presidente Quirino S. Miguel, passando por membros do Conselho de Administração, e funcionários.

O St. Paul’s School será uma escola bilingue, Português/Inglês, que não se esgota nestas duas línguas. Ao longo dos ciclos de ensino, os alunos aprenderão também Latim, fundamental a um domínio linguístico de excelência, Espanhol, Alemão e Mandarim opcional.

No novo St. Paul’s, a partir do Jardim de Infância, a língua inglesa entrará no quotidiano dos jovens alunos, que terão diariamente aulas de Inglês. Possui professores qualificados, que tenham o inglês como língua materna, ou como uma das suas línguas maternas. O mesmo acontecerá com os alunos dos primeiro e segundo ciclos, que terão aulas diárias de Inglês, em grupos constituídos em função do nível de cada aluno. Mercê de uma parceria com o Instituto Confúcio, da Universidade de Coimbra, os alunos terão acesso a cursos de Mandarim, a língua oficial chinesa. As novas tecnologias estão presentes, com uma bem apetrechada sala de informática, enquanto a Academia de Música de Coimbra, mercê de parceria com o St. Paul’s, tem instalações próprias dentro do colégio, para o ensino de Música.

Durante a apresentação, dezenas de crianças e jovens praticaram desporto no pavilhão ao ar livre, com teto.

Recebidos com muita simpatia, os visitantes tiveram direito a um lanche matinal, com salgados e doces, e visitaram as salas de Artes, Matemática, Inglês, da Primária, às Ciências, Latim, Português, Espanhol, Mandarim, História, ICT, Educação Física, que terá atividades extracurriculares como o râguebi, e a Academia de Música de Coimbra, com espaço próprio.

Depois da visita, a cerimónia de apresentação começou com as palavras da Diretora Pedagógica, Isabel Sadio, que disse ao que vinha:

“Este é um colégio de família, para famílias: queremos que os nossos alunos sejam genuinamente bons”.

Focou depois os 3 pilares em que assenta o St. Paul’s School:

“O bilinguismo, seja na realidade, quer num mundo global, com o domínio do Inglês dá-lhes respostas alternativas, em que teremos o Latim a partir do 3º ano, o Espanhol do 5º ao 9º, e o Alemão a partir do 7º ano. Cada aluno vai merecer a máxima atenção, outra missão do colégio que nos é particularmente cara: a individualidade de cada aluno”.

O 2º pilar baseia-se em que todos deverão dar o seu melhor, e o colégio tem de trabalhar em equipa multidisciplinar.

Finalmente, a Diretora Pedagógica abordou o 3º pilar:

“O afeto presente numa relação próxima com as famílias e crianças. Procuramos aliar um processo educativo sólido, a uma formação íntegra dos jovens, com uma equipa extraordinária, num presente com futuro”.

Falou depois Jaime Ramos, presidente do Conselho de Administração da Fundação ADFP, começando por dizer que “este colégio vem preencher uma lacuna que havia em Coimbra, faremos aqui um projeto educativo de referência. Um dos nossos objetivos é que as crianças sejam bons alunos, jovens preparados para o sucesso, mas também boas pessoas, com moral, ética e bondade”.

Por fim tomou a palavra o outro sócio, Diogo Simão, sócio e diretor do St. Peter’s International School, para agradecer a todos a sua presença, e convidá-los para um brinde com espumante, logo após a Diretora Pedagógica, ao lado de Jaime Ramos e Diogo Simão, ter cortado a fita azul escura da inauguração, perante uma enorme salva de palmas de quantos vieram assistir à apresentação de uma St. Paul’s School que promete vir a dar muito que falar na melhoria de todo o processo educativo, que terá também acompanhamento psicológico.

Numa vertente mais prática e logística, o colégio disporá de serviço de transporte para os alunos, bem como de um refeitório que servirá alimentação de qualidade, certificada no âmbito do "codex alimentarius". Resta acrescentar que “para facilitar o papel das famílias, será criado um sistema de transporte entre a residência e o colégio, extensivo a concelhos vizinhos, uma vez que acreditamos que pais residentes nos municípios limítrofes também quererão que os seus filhos tenham acesso a um ensino de excelência”.