Animação de loading

Ricardo Pocinho apresentou o livro

No Dia Internacional de Solidariedade Humana, no Hotel Parque Serra da Lousã

O Hotel Parque Serra da Lousã, em Miranda do Corvo, foi o palco da apresentação do livro “O Pinto às Riscas” de Ricardo Pocinho, ilustrado por Sara da Mata, dia 20 de Dezembro, em que se comemorou o Dia Internacional de Solidariedade Humana.

Tratou-se de um evento solidário e, em jeito de comemoração, o autor prescindiu de parte do seu lucro a favor da Fundação ADFP e ofereceu um livro para a Residência Fraternidade e outro para o Bibliomóvel (Biblioteca Itinerante).

​Casado e pai de dois filhos, Ricardo Pocinho, especialista em envelhecimento activo, com um vasto currículo profissional, ex-presidente da UGT-Coimbra, é atualmente Secretário da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, onde coordena a Pós-Graduação em Envelhecimento Ativo e Saudável, e Reitor da Universidade Sénior do Mondego da Fundação ADFP.

Quanto ao livro, foi o próprio Ricardo Pocinho quem desvendou uma ponta do véu na contra-capa: “É um conto infantil original que tem por personagem um pinto diferente. A história de um mundo onde a desigualdade é pouco entendida mas onde fica claro que para sermos felizes basta que procuremos o lugar onde a diferença seja compreendida”.

Numa sala cheia, onde também compareceu Jaime Ramos, para agradecer a presença do autor, e sublinhar a componente intergeracional deste evento.

“Não fiz isto por dinheiro mas sim por uma causa. Nós temos feito muito pela formação das crianças. Portugal hoje é um país onde o sistema educativo é meritório, estamos a escolarizar bem as crianças. Somos um país exemplar, de grandes talentos e profissões. Tenho é dúvidas de que estejamos a formar bons cidadãos. É preciso começar desde pequenos”, referiu Ricardo Pocinho.

“Os personagens do livro são os meus filhos, a quem gostava de dar uma escola de valores, que é o que faltava em parte no sistema educativo. Mostrar às crianças que há outras diferentes, que vivem pior”, concluiu.

Em 2012, Ano Europeu do Envelhecimento activo, Ricardo Pocinho coordenou a edição do livro “Histórias para os Meus Avós”, da autoria de alunos da Universidade Sénior, e que em 2014, Ricardo Pocinho apresentou em livro, sob a égide da Fundação ADFP, a sua tese de doutoramento realizada na Universidade de Valência com 20 valores, “Seniores em contextos de aprendizagem: um estudo caracterizador das universidades seniores em Portugal e a aferição dos seus efeitos práticos”, no cinema de Miranda do Corvo.

Este evento foi organizado pelo Clube UNESCO Trivium e pelo Centro de Atividades de Tempos Livres da Fundação ADFP (CATL). Recorde-se que a Comissão Nacional da UNESCO criou, com a Fundação ADFP, um clube (Trivium) para o desenvolvimento de iniciativas que congreguem pessoas sem olhar a idade, género, etnia ou estrato social, promovendo a igualdade, liberdade e fraternidade entre todos.

Os Clubes UNESCO constituem-se como um prolongamento da ação da Comissão Nacional a nível local. O Clube UNESCO Trivium opera no âmbito de atividades do Parque Biológico da Serra da Lousã, Espaço da Mente e Templo Ecuménico Universalista.

O CATL da Fundação ADFP tem capacidade para 126 crianças até ao 3º ciclo, e destaca-se pelo facto de funcionar ininterruptamente em todos os dias úteis, em horário prolongado das 7h30 às 19h30, com serviço de almoços. Durante o calendário letivo, para além do serviço de refeições escolares, proporciona apoio escolar com professores credenciados.

Na componente lúdica, a planificação integra particularmente atividades desportivas, cinema, piscina, e outras voltadas para o exterior.

Comentários