Animação de loading

Residência Fraternidade Mordomos de São Sebastião 2015 ofereceram cadeiras e secretárias escolares ao Lar de Infância e Juventude

Em representação do grupo dos Mordomos de São Sebastião 2015, um grupo de mordomas esteve, dia 11 de maio, na Fundação ADFP para oferecer cadeiras e secretárias escolares, destinadas à Residência Fraternidade, onde habitam os jovens do Lar de Infância e Juventude (LIJ).

Tratou-se de um gesto simpático para os jovens do LIJ, uma resposta social destinada a crianças ou jovens, por um período variável. O Acolhimento Institucional é uma medida de proteção contra maus tratos, negligência e incapacidade educativa. Esta valência começou por ser um Centro de Acolhimento e Emergência Infantil, projetado em 1994 para proporcionar uma resposta rápida e eficaz a crianças e jovens, entre os três meses e os 16 anos, de ambos os sexos, em situação de grave risco social.
A Residência Fraternidade recebe irmãos dos dois sexos. Em situações de graves riscos sociais, muitas vezes irmãos são separados para as meninas irem para lares de raparigas, e rapazes para estruturas masculinas. Para evitar estas separações dramáticas, a ADFP criou uma residência que recebe crianças dos dois sexos.
O Lar de Emergência foi transformado em Lar de Infância e Juventude em 2011, por orientação da Segurança Social, para podermos dar resposta a pedidos de acolhimento de crianças com idades cada vez mais avançadas, tendo passado a acolher, preferencialmente, crianças e jovens entre os 10 e os 18 anos.

Comentários