Animação de loading

Projeto Mentes Brilhantes regressa às escolas de Miranda do Corvo para que a inteligência não se perca.

Laboratório móvel promove ensino avançado de ciência na escola pública.

02 Fevereiro 2022 | Educação e Formação

A Fundação ADFP retomou o seu inovador projeto educativo “Mentes Brilhantes” a todas as crianças do 4º ano das escolas do concelho e a um dos Jardins de Infância.  

Este projeto tem como base combater o abandono escolar, promover o sucesso educativo e descobrir talentos nas crianças da escola pública. 

A Fundação acredita que o sistema de ensino desaproveita muita inteligência nacional, desmotivando as crianças mais talentosas oriundas de famílias de menores recursos.  

Para corrigir este desaproveitar dos mais talentosos a Fundação leva as escolas o gosto por ciência mais avançada, incluindo matemática.  

Este trabalho só é possível com o empenho dos professores responsáveis por cada turma e escola. 

A equipa Mentes Brilhantes é constituída por uma bióloga e uma professora de matemática, responsáveis pelo ensino de ciência avançada, e uma psicóloga clínica para avaliação e apoio das crianças.  

Além das ciências para o quarto ano, a equipa do projeto, promove também um minicurso de Matemática para o pré-escolar de forma a potenciar o gosto pela disciplina considerada mais difícil aquando do ingresso no ensino básico.  

Após um longo tempo de espera, foi concedida a aprovação através dos projetos europeus – POISE – dando início a mais um ano cheio de momentos diferentes, inovadores e cheios de experiências para os alunos, dentro de um laboratório móvel equipado com materiais específicos.  

Com 8 anos de trabalho realizado junto dos alunos, professores e educadores, o projeto Mentes Brilhantes destaca-se pela sua vertente “hands on” baseado no saber fazer e na interação dos alunos com temas e materiais de laboratório acima do nível escolar frequentado.  

A Fundação ADFP desenvolve o projeto em parceria com o Município de Miranda do Corvo, o Agrupamento de Escolas, a Associação de Pais e a Caixa de Crédito Agrícola. Este último potencia e premeia os talentos dos alunos através da atribuição de um prémio monetário às 10 “Mentes Brilhantes” de cada ano. Todos os parceiros envolvidos contribuíram positivamente para a aprovação da candidatura ao POISE, com uma comparticipação de 70% de fundos europeus através do programa Portugal Inovação Social. 

Tags
Comentários