Animação de loading

Produzir bons néctares, criando emprego para pessoas especiais

Vinho Terra Solidária

A Fundação ADFP - Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional tem realizado um conjunto de investimentos, tendo como principais objetivos a criação de emprego sustentável para pessoas com necessidades especiais, vítimas de exclusão laboral, com deficiência ou doença mental.

Uma das áreas de investimento, associados ao Parque Biológico da Serra da Lousã, é o sector agropecuário, sendo a vinha um dos sectores preferenciais.

A pequena produção até agora registada, assente em dois hectares da serra de Sicó, em Penela e Miranda, irá ter um aumento exponencial em 2015/ 2016, com o início de produção em vinhas recentemente adquiridas ou plantadas e que no espaço de três anos aumentará para 15 hectares.

Por esta razão a Fundação iniciou em Junho a construção de uma Adega, em edifício existente na Zona Industrial de Miranda do Corvo, uma área de 800 m2, incluindo para além área de vinificação, um laboratório e uma sala de provas, bem como uma cave para "reserva" de vinhos e espumantes. Um investimento de 600 mil €, obedecendo aos mais recentes padrões de qualidade na produção vinícola.

A produção tem sido acompanhada pelo reconhecido enólogo Antero Silvano, em regime Pró-Bono, para além dos Engºs. Agrários "residentes", Pedro Faria e Victor Araújo. O enólogo Antero Silvano tem no seu currículo vários prémios, ao serviço da Adega Cooperativa de Cantanhede e Caves Primavera.

A área de produção agropecuária da Fundação ADFP, que está associada ao Parque Biológico da Serra da Lousã, permitiu já a criação de 2 dezenas de postos de trabalho para pessoas marginalizadas face ao mercado de trabalho.

O Vinho "Terra Solidária", no mercado desde 2012 com Vinho Tinto, e em 2013 já com uma pequena produção de Vinho Branco, alarga em 2014 o seu leque de produtos com um "apelativo" Vinho Rosé e, brevemente, também com o Espumante "Terras de Xisto".

No próximo dia 9 de Julho, a Fundação ADFP irá levar a efeito um almoço de apresentação/divulgação dos Vinhos "Terra Solidária" 2014, tinto, branco e rose, pretendendo dar a conhecer os resultados da "sua vindima", que conforme consta no contrarrótulo, se trata de "um dia de festa na Fundação, onde crianças, jovens, idosos, pessoas com deficiência e/ou doença mental conseguem fazer refletir no produto final as noções de amor, carinho e bondade inerentes ao projeto".

A Fundação ADFP sabe que sem o apoio do Estado não poderia responder às necessidades das pessoas que apoia: crianças, doentes, deficientes, doentes mentais, pobres... Com investimentos que deseja sustentáveis a ADFP pretende ser menos dependente do estado e capaz de criar mais emprego para responder as carências de mais pessoas necessitadas de ajuda.

Comentários