Animação de loading

Parque Biológico da Serra da Lousã premeia vencedores das finais

Taça da Europa de Cadetes em Miranda do Corvo

Para além dos prémios desportivos obtidos na terceira mais prestigiada competição de judo de Portugal, a Taça da Europa em Cadetes, para judocas sub-17, os vencedores das 16 finais terão direito a prémio extra, com visitas oferecidas pelo Parque Biológico da Serra da Lousã.


Os medalhados com o ouro poderão assim visitar aquele que é o mais prestigiado Parque Biológico da região centro, único nas suas características, com o seu Zoo de Vida Selvagem nacional, implantado numa área florestal de grande beleza paisagística e onde os animais da fauna portuguesa vivem em condições próximas às dos seus habitats naturais.


Os judocas vencedores vão conhecer este parque, propriedade da Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) de Miranda do Corvo, aberto ao público em 2009 e já muito perto de acolher o visitante 60 mil.


O Parque Biológico da Serra da Lousã dispõe ainda de uma Quinta Pedagógica, de um Eco-Museu, um Museu da Tanoaria, do Restaurante Museu da Chanfana, templo da gastronomia regional, e de um Labirinto de Árvores de Fruto único no mundo.


O Parque situa-se na Quinta da Paiva, a escassos minutos do centro da vila, na qual tem um projecto conjunto com a Câmara Municipal, ligado ao lazer e ao desporto, que integra um circuito de manutenção, um parque desportivo com recintos para a prática de várias modalidades e uma piscina ao ar livre. As duas entidades, FADFP e CMMC, receberam já um prémio internacional atribuído pelo Conselho da Europa, a este negócio social e ambiental de sucesso, que integração pessoas com deficiência motora, doença mental e desempregados de longa duração, através de trabalho ou ocupação.


Na conferência de imprensa, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho da autarquia mirandense quinta-feira, que contou com a presença de Reinaldo Couceiro, vice-presidente, Sérgio Seco, vereador, Fernando Araújo, presidente da Junta de Freguesia, Jorge Fernandes, presidente da Associação Distrital de Judo de Coimbra e Nuno Filipe, da secção de judo da Casa do Povo, anfitriã.
A prova vai contar com a presença de mais de duas centenas de judocas de 18 países, dos quais 29 portugueses, que terão de defrontar judocas alemães, bielorrussos, búlgaros, bósnios, cipriotas, dinamarqueses, britânicos, italianos, luxemburgueses, noruegueses, suiços, espanhóis, romenos, checos, georgianos, polacos e croatas. Um óptimo cartão de visita do Parque Biológico da Serra da Lousã a nível europeu.


Na conferência de imprensa, a propósito da reduzida oferta de camas em Miranda do Corvo, Sérgio Seco sublinhou que se aguarda “com expectativa a construção do Hotel da Quinta da Paiva” que, como é do conhecimento geral, será de quatro estrelas com capacidade para 80 pessoas:
“Nem mesmo a construção de um outro hotel na Recta da Godinhela, já em fase de obras, aliado ao da Quinta da Paiva e ao da Quinta do Viso, poderá corresponder à procura num evento destes, pois para além dos judocas vêm também familiares e amigos”, afirmou.

Comentários