Animação de loading

Parque Biológico da Serra da Lousã palco de teatro ambiental “Operação Alfa: Floresta em Perigo” foi um sucesso

Parque Biológico da Serra da Lousã poderá vir a ter No passado Domingo, o grupo teatral Mercador de Fábulas marcou presença no Parque Biológico da Serra da Lousã com a sua nova peça “Operação Alfa: Floresta em Perigo”. A peça, que alerta para a importância da floresta e dos seres vivos que nela habitam, foi um sucesso entre as centenas de visitantes do espaço num prazeroso fim-de-semana de sol.

08 Abril 2022 | Fundação ADFP, Ambiente

No passado Domingo, o grupo teatral Mercador de Fábulas marcou presença no Parque Biológico da Serra da Lousã com a sua nova peça “Operação Alfa: Floresta em Perigo”. A peça, que alerta para a importância da floresta e dos seres vivos que nela habitam, foi um sucesso entre as centenas de visitantes do espaço num prazeroso fim-de-semana de sol.  

O Parque Biológico não quis deixar de se associar a este tema, tão importante nos dias de hoje, promovendo assim a cultura ambiental e a consciencialização para importância da conservação da biodiversidade existente na Natureza que nos rodeia. O bilhete de acesso ao parque, permite percorrer os habitats autóctones onde habitam espécies como veados, javalis, aves de rapina e muito mais, numa visita que encanta miúdos e graúdos.  

Além do teatro e do Parque, várias foram as famílias que aproveitaram o dia para conhecer o Templo Ecuménico e o Ecomuseu Espaço da Mente, locais únicos que constituem um Trivium em conjunto com o Parque Biológico dedicado a promover os valores da liberdade, igualdade, fraternidade, tolerância e respeito pelos diferentes. 

O Templo Ecuménico promove uma experiência espiritual única, promovendo a tolerância e a aprendizagem sobre as principais religiões do Mundo. Deste local, têm ainda uma vista absolutamente incrível para os concelhos limítrofes (é um local raro de onde se veem as sedes de quatro concelhos, Coimbra, Lousã, Miranda e Penela) a as serras da Lousã, Caramulo e Estrela. 

Assumindo-se como uma das principais atrações da zona centro, este complexo turístico temático inclui ainda o Restaurante Museu da Chanfana e o Hotel Parque Serra da Lousã, encontrando-se abertos todos os dias do ano. Também em Condeixa, o Conimbriga Hotel do Paço e o Restaurante Gavius, encontram-se disponíveis para reservas,  

Pertencente à Fundação ADFP, uma instituição de solidariedade social, trata-se de um projeto turístico único pois tem como objetivo criar postos de trabalho para pessoas com deficiência (bem evidente no Museu Vivo de Artes e Ofícios tradicionais) e promover a biofilia e a paixão pela natureza. Este projeto social único é cada vez mais visitado por famílias, criando momentos e recordações únicas no meio da Natureza e de reflexão sobre o humanismo e outros valores de civilização

Comentários