Animação de loading

Parque Biológico da Serra da Lousã ganha novos “residentes”

“Chuva” de nascimentos e vinda de aves irrecuperáveis 

O novo ano de 2018 começou com uma chuva de novos nascimentos no Parque Biológico, os de 8 cabritinhos de raça Anã, todos durante os últimos dias, esperando-se ainda mais no decorrer da última semana de Janeiro, pois todas as outras cabras estão prenhas.

Os visitantes têm assim uma oportunidade única de ver de perto os novos cabritos no seu habitat e com comportamentos maternais naturais, neste Parque Biológico que tem ainda cabras de raça Bravia e Serrana.

Novo ano, novas aves irrecuperáveis no Parque Biológico

O novo ano trouxe ao Parque Biológico a chegada de novas Águias de Asa Redonda, Corujas do Mato, uma Águia Calçada e uma Gralha, ao seu espaço. As aves, vindas do Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens de Gouveia, foram consideradas irrecuperáveis para viver na Natureza. Esta denominação é dada quando uma espécie selvagem sofre danos (atropelamento, caça, cativeiro, entre outros) e não pode ser novamente solta na Natureza. O Parque Biológico apenas alberga espécies da avifauna com estas condições, servindo assim como ponto de educação ambiental para estas espécies. Neste espaço poderá também conhecer a fauna selvagem que habita ou habitou o nosso território como linces, lobos, ursos, veados, raposas e várias outras espécies.