Animação de loading

Oferendas ao Menino Jesus encerraram 1º Presépio Vivo no Parque Biológico de Miranda do Corvo

Reis Magos no Parque Biológico da Serra da Lousã

Trajados a rigor e montados a cavalo, Gaspar, Melchior e Baltasar entraram no Parque Biológico da Serra da Lousã, com o ouro, incenso e mirra para o Menino Jesus, na fria mas solarenga tarde de 6 de Janeiro.

Os Reis Magos desmontaram e ajoelharam-se para entregar as oferendas ao Menino Jesus, num momento registado pelos flashs de uma pequena multidão de visitantes e utentes da Fundação ADFP, tendo estes últimos entoado cânticos natalícios e cantado as Janeiras.

Reis e visitantes foram recebidos com café quentinho e filhoses feitas no lume aceso da fogueira à volta da qual todos se aqueciam face ao frio invernal, num ambiente de grande animação.

Encerrava assim o primeiro Presépio Vivo no Parque Biológico da Serra da Lousã, tendo como figurantes utentes da Fundação ADFP com doença mental ou deficiência, que ali   esteve patente desde 14 de Dezembro e promete nova edição para o ano, sob a coordenação de Sofia Santos.  

O Parque Biológico em Miranda do Corvo é o local privilegiado para se poder conhecer a vida selvagem de Portugal.   Associa a biofilia e  a paixão pela natureza com uma visão solidaria da sociedade onde o objectivo principal é  a integração a e a criação de postos de trabalho para pessoas vitimas de exclusão social.  

Os visitantes do Parque Biológico em Miranda do Corvo sabem que estão a apoiar um projeto com preocupações ambientais, contribuindo para a preservação da diversidade da vida animal,  a ajudar pessoas especiais que precisam do taralho para garantir a sua dignidade de pessoas.  

Esta primeira edição do Presépio vivo foi prejudicada pelos dias chuvosos, principalmente até ao dia de Natal, mas teve muitos visitantes nos dias mais solarengos.    

Vários órgãos de comunicação social divulgaram o Presépio Vivo, teatralizado com pessoas reais, salientando-se as reportagens televisivas feitas pela TVI e RTP. 

A Fundação ADFP tenciona, com base nesta experiencia, criar no Natal de 2013 um Presépio vivo mais ambicioso. 
 

Comentários