Animação de loading

O Animal do mês de Junho é a Lontra.

A Lontra (Lutra lutra)

A lontra é uma espécie semiaquática, geralmente de hábitos noturnos, que possui uma membrana interdigital entre os dedos para assim conseguir mover-se dentro de água. A cauda desempenha a função de leme e a posição elevada das narinas e dos olhos permite a sua deslocação à superfície da água de uma forma a não ser vista. Quando esta mergulha, os ouvidos e as fossas nasais fecham hermeticamente, ajustando a curvatura do cristalino, permitindo a visualização de imagens focadas dentro e fora de água.

Esta espécie apresenta uma pelagem espessa, brilhante e castanho-escura, com a exceção da parte do ventre, que é mais clara. A mesma também é responsável pela impermeabilização e pelo isolamento térmico. O focinho tem pelos sensoriais (vibrissas) permitindo assim estes animais avançarem com confiança em lugares estreitos.

É um animal piscívora, ou seja, que come peixe, mas também se alimenta de aves, micromamíferos e répteis. A lontra reproduz-se todo o ano, mas os nascimentos ocorrem durante a Primavera. O seu período de gestação é de 63 dias aproximadamente nascendo depois entre 1 a 5 crias.

O macho mede em média 120cm e pesa entre 9 a 14kg, sendo a fêmea ligeiramente menor e mais leve. A sua esperança média de vida e entre 6 a 8 anos. Recentemente existe uma pequena redução nesta espécie devido à imensa poluição das águas e à destruição dos seus habitats naturais. Está inserida na Lista dos Mamíferos Raros e Ameaçados do Conselho da Europa, no Anexo II da Convenção de Berna e no Anexo I da Convenção de CITES.

Esta espécie vive em margens de rios, onde a vegetação existente permite que as lontras construam abrigos, sendo que muitas vezes aproveita tocas abandonadas por outros animais, refugiando-se também em troncos velhos ou nas raízes das árvores maiores. Está distribuída a nível geográfico na Europa, Ásia, Norte e África. Em Portugal encontra-se em zonas húmidas do norte, centro e sul do país.

Comentários