Animação de loading

No Parque Biológico da Serra da Lousã, o pavão é o animal em destaque durante o mês de Maio

Assista à parada nupcial do pavão no Parque Biológico da Serra da Lousã

Esta é uma ave ornamental com acentuado dimorfismo sexual em que o macho possui a cabeça, o pescoço e a parte anterior do peito de cor azul e longas penas na cauda enquanto a fêmea tem o pescoço esverdeado e a plumagem em tons de cinzento e castanho.


O pavão alimenta-se principalmente de insectos e pequenos invertebrados mas também de grãos, bagas, sementes e vegetais.


Na Primavera, o macho abre as penas da cauda formando um leque e canta, com os seus gritos característicos, para atrair as fêmeas. Este comportamento demonstra o papel decisivo da cauda extravagante dos pavões, que pode atingir 2 metros de comprimento, no ritual de acasalamento.
A exuberância de cores e beleza das penas do pavão levaram à criação de diversas variedades de plumagem: branca, negra, púrpura, entre outras cores.


Ao longo do mês decorrem algumas actividades relacionadas com o animal, nomeadamente uma breve apresentação da espécie, sessão de alimentação e uma exposição fotográfica sobre a espécie, no Centro de Informação. Para visitas de grupo, até um máximo de 15 elementos, os interessados devem fazer uma inscrição prévia, sem quaisquer custos adicionais, entrando em contacto com o Parque.


O Parque Biológico da Serra da Lousã pertence à Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional – uma instituição sem fins lucrativos com 23 anos de existência que pretende, em contacto com a Natureza, estimular o desenvolvimento pessoal e social de pessoas vítimas de exclusão, deficientes e doentes mentais através da criação de postos de trabalho.


Assim, ao visitar o Parque, além de passar um agradável dia em família e descobrir um pouco mais sobre a fauna e flora portuguesas, apoia ainda um projecto de integração social, com vertentes terapêuticas.


Venha assistir à parada nupcial do pavão em família!

Comentários