Animação de loading

No Parque Biológico da Serra da Lousã e conhecer a Vida Selvagem de Portugal

Venha celebrar o Dia Mundial do Animal

Vai decorrer no dia 8 de Outubro, sábado, no Parque Biológico da Serra da Lousã (PBSL) um programa destinado á comemoração do dia Mundial do Animal.


O Dia do Animal nasceu na Áustria, durante o Congresso de Protecção Animal, em 1929, como homenagem a São Francisco de Assis (que morreu a 4 de Outubro de 1226), um homem que, em vida, fazia de tudo para proteger os animais. No dia 4 de Outubro de 1930 foi comemorado pela primeira vez o Dia Mundial do Animal. A 15 de Outubro de 1978 foram registados os direitos dos animais através da aprovação da Declaração Universal dos Direitos do Animal pela UNESCO.


O Dia Mundial do Animal tem como objectivo alertar para as espécies em extinção, os maus tratos e exploração dos animais, assim como a sua importância para a sociedade.


O programa consiste numa visita guiada ao Parque que se realizará pelas 10h, onde o participante poderá conhecer algumas curiosidades sobre os animais de Portugal. Durante o percurso, serão explicados os hábitos, comportamentos e algumas curiosidades acerca de cada um deles.


A partir das 14h, os participantes terão a possibilidade de contactar de perto com os equinos do Parque, fazendo o seu maneio e desfrutando de um pequeno passeio a cavalo ou pónei. Para finalizar o dia da melhor forma, será realizada a alimentação dos animais da Quinta Pedagógica.


A mais recente atracção do Parque Biológico é um casal de ursos pardos.


O Parque Biológico da Serra da Lousã é o local ideal para se conhecer a Vida Selvagem de Portugal. Veados, gamos, raposas, ginetas, sacarrabos, lontras, javalis são alguns dos mamíferos que os visitantes podem conhecer e observar bem como muitas aves desde as águias aos patos, dos milhafre às ralhas, das corujas aos mochos. O PBSL é um conjunto lúdico-turístico com dois anos de existência, que conta com mais de 50.000 visitantes. Empregando pessoas portadoras de deficiência, doença mental e/ou desempregados de longa duração que, em contacto com a natureza encontram o equilíbrio socioeconómico e psíquico, além da componente ambiental e pedagógica, apresenta também uma componente social com vista à integração.


O PBSL resulta de uma parceria entre a Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional – e o Município de Miranda do Corvo, que se pretende sustentável em termos económicos e ambientais e que aposta na coesão social.


Apoie esta causa e apadrinhe os animais! O apadrinhamento tem um custo de 60 € (sessenta euros) anuais, recebendo os padrinhos um comprovativo da sua generosidade e um livre-trânsito que lhes permitirá visitar o parque e observar o animal que apadrinhou sempre que desejar. Todos estes animais podem ser visitados todos os dias da semana entre as 9h e as 18h no Parque Biológico da Serra da Lousã, em Miranda do Corvo.

Comentários