Animação de loading

No mês de Junho venha conhecer o furão

Parque Biológico da Serra da Lousã

Os furões são animais que apresentam elevado dimorfismo sexual, podendo os machos chegar a atingir o triplo das dimensões da fêmea. O seu corpo pode apresentar várias tonalidades, desde o branco ou creme (nos indivíduos albinos) até ao castanho-escuro, sendo a cor mais característica na natureza o castanho-escuro com uma máscara branca na face. É um animal carnívoro que se alimenta de ratos, ratazanas e coelhos.


Reproduz-se normalmente durante o Inverno, nascendo uma ninhada de 3 a 7 crias.


Actualmente, em muitos países, são comuns como animais de estimação, no entanto, em Portugal é proibido tê-los em casa por terem sido muito utilizados na caça ao coelho e à lebre, fazendo diminuir as suas populações. O furão era colocado à entrada das tocas, afugentando os coelhos e lebres permitindo ao caçador apanhá-las.


Ao longo do mês decorrem algumas actividades relacionadas com o animal, nomeadamente uma breve apresentação da espécie e sessão de alimentação, e vai estar, no Centro de Informação, uma exposição fotográfica sobre a espécie. Para visitas de grupo, até um máximo de 15 elementos, os interessados devem fazer uma inscrição prévia, sem quaisquer custos adicionais, entrando em contacto com o parque.


O Parque Biológico da Serra da Lousã constitui um espaço verde que visa a sensibilização da comunidade em geral para o conhecimento, divulgação e protecção dos nossos habitats naturais e sua fauna e flora originais. Este Projecto pertence à Fundação ADFP, uma instituição privada de solidariedade social direccionada para a integração e desenvolvimento da pessoa com deficiência física, motora e/ou mental e que vê no ambiente e na ecologia temas capazes de conquistar resultados terapêuticos.


Durante a visita é possível conhecer alguns dos animais selvagens que vivem no território nacional bem como muitos animais característicos das quintas portuguesas. Assim, o parque é um local de visita obrigatória para todos aqueles que querem saber um pouco mais sobre a fauna e flora portuguesas ao mesmo tempo que abraçam este projecto social.

Comentários