Animação de loading

Museu do Mel com nova carta, novo conceito e muitas novidades

Almoços saudáveis, com sopas e sumos do dia, pequenos-almoços que fazem lembrar um Hotel, e lanches diferenciados com panquecas e crepes, são algumas das novidades.

19 Junho 2022 | Turismo, Fundação ADFP

Almoços saudáveis, com sopas e sumos do dia, pequenos-almoços que fazem lembrar um Hotel, e lanches diferenciados com panquecas e crepes, são algumas das novidades. 

Iniciou 5ª feira - 16/6, um novo conceito de cafeteria e brunch no Museu do Mel.  O principal objetivo será tornar este espaço no local perfeito para almoços saudáveis, mágicos lanches, e pequenos-almoços perfeitos para iniciar o dia. 

As novidades passam pelos diversos tipos de panquecas e crepes, destacando ainda os sumos do dia, fruta fresca, batidos diversos, bolos caseiros, tostas, wraps, e haverá uma ementa diária com as opções de sopa, prato e salada.  

O Museu do Mel homenageia o mel enquanto produto endógeno, desde o nome do espaço à decoração enquanto, por outro lado, se afirma como um espaço de convívio, com esplanada para alameda, serviço de cafetaria e venda de produtos, maioritariamente relacionados com o mel. 

O espaço, com cerca 250 metros quadrados, e desdobra-se entre uma área interna para serviço aos colaboradores, utentes e utilizadores da ADFP, e outra totalmente separada que está aberta ao público em geral. 

A Fundação ADFP, a mais eclética e inovadora organização social nacional, possui apiários onde produz um mel de marca própria – Terra Solidária – e é sócia da empresa D’Natureza - Saboaria Serra da Lousã, que faz produtos de cosmética à base de ingredientes naturais e endógenos, nomeadamente o mel. 

Para além dos produtos da “casa”, pode-se adquirir no Museu do Mel outras marcas e outros produtos com compostos à base deste produto que dá o nome ao espaço, tais como manteiga corporal, bálsamo labial, sabonetes, champô, gel de banho, creme antirrugas, creme de mãos, rebuçados, gomas e colheres de madeira para mel. 

Com o objetivo de diversificá-lo e torná-lo num espaço diferente e especial, não só pela sua carta, no interior do Museu do Mel há ainda uma zona de leitura para os clientes, onde pode ler obras de autores locais ou de reconhecimento nacional, tais como Edgar Panão, Nuno Filipe, António Amaral Tavares ou Alice Vieira, entre outros, para além dos inúmeros livros infantis e jogos. 

Na nova carta e individuais colocados nas mesas, e para "entretenimento" dos clientes, existem jogos como palavras cruzadas, labirinto, e jogo da abelha (alusivo ao jogo do galo), que estão relacionados também o mel.  

Situado junto à Fundação ADFP e ao recente Hospital Compaixão, na Alameda das Moitas, em Miranda do Corvo, e irá funcionar das 9h00 às 18h00, todos os dias da semana. 

Tags
Comentários