Animação de loading

Mentes Brilhantes entregam diplomas

No Cinema de Miranda do Corvo

Sala cheia no Cinema de Miranda do Corvo para a entrega de certificados aos alunos do projeto “Mentes Brilhantes”, da Fundação ADFP, que visa potenciar os talentos das crianças através de um ensino não formal e inovador, dia 20 de junho.

Para Jaime Ramos, presidente da Fundação ADFP a promotora da ideia , trata-se de inovar no ensino para que Portugal tenha melhores do mundo em várias áreas e não só no futebol.


José Miguel Simões, coordenador do “Mentes Brilhantes”, falou do empenho dos alunos, dos pais e educadores, para dizer depois que a Fundação ADFP, “na pessoa do Dr. Jaime Ramos, orgulha-se de ter uma sala cheia, e agradecer a José Manuel Simões, Diretor do Agrupamento de Escolas de Miranda do Corvo, o forte apoio da Escola e de todos professores".

O Mentes Brilhantes, com 10 alunos em cada sessão de curso de estudos avançados, tem programas de ciência, livro e a leitura, história e matemática.

Foram homenageados os 27 alunos do Centro Infantil que são acompanhados pela professora Rosa Henriqueta. Já Margarida Soares e Joana Serôdio, monitoras no Centro Educativo, entregaram os certificados aos cerca de 60 alunos do 4.º ano.

José Miguel Simões apresentou dados concretos: “quando apresentamos questionários, antes, a média de respostas corretas é de 30%, e depois das aulas ronda os 90%. Já quanto aos exames nacionais, regista-se maior sucesso escolar com média positiva a matemática.

O psicólogo Hugo Vaz falou do impacto do projeto na escola, do QI, da psicologia positiva e do campo de férias (46 alunos), do grupo de teatro, desporto, ballet, música e dança. Quanto ao QI, entre as 60 crianças do 4º ano, 11 têm um QI muito superior e 8 um QI superior.

José Miguel Simões salientou depois os prémios já recebidos pelo Mentes Brilhantes, como o Mundar da Fundação Gulbenkian e o Queremos um bairro melhor da EDP e Visão e realçou os principais colaboradores do projeto, como o Agrupamento de Escolas de Miranda do Corvo, Associação de Pais, Câmara Municipal, Caixa de Crédito Agrícola, o Instituto Educação e Cidadania.

O Direto do Agrupamento de Escolas de Miranda do Corvo, José Manuel Simões, deu os parabéns a todos os participantes salientando que os alunos do Concelho são mesmo "Mentes Brilhantes". Reforçou o repto aos parceiros que este é um projeto que deveria ser alargado às restantes escolas do Concelho e que a Escola está disponível.

Depois, em representação da Associação de Pais, Lara Branco, confirmou que “os pais estão super empenhados e vão dar todo o apoio para alargar o projeto a todo o concelho, isso ajudou-nos a impor a parte pedagógica, filhos e filhas confiantes e brilhantes, que devem procurar mais e ir mais além”.

Jaime Ramos, Presidente da Fundação ADFP, salientou o grande sucesso do projeto nas Escolas e o reconhecimento nacional que este tem alcançado. Recordou que o Mentes brilhantes, para além da deteção de talentos, permite combater o abandono escolar, prevenir o insucesso e promover o sucesso educativo”.

“A FADFP – acrescentou - gastou dezenas de milhares de euros no Laboratório do Centro Educativo e nos recursos humanos envolvidos no projeto. Sem o apoio da Câmara Municipal não vamos poder continuar. A nossa Fundação não tem petróleo, sem receitas não conseguimos pagar dívidas”.

Miguel Baptista, que só chegou quando a sessão estava a terminar após pedir desculpas pelo atraso, saudou todos os presentes na mesa e falando para a sala cheia afirmou:

“A Câmara tem de honrar o acordo com o que está protocolado de colaborar no projeto. Temos a certeza de se poder encontrar verbas no novo Quadro Comunitário de Apoio, e com atores certos se obtenham verbas para que siga em frente.

Ainda antes da entrega dos certificados, Diogo e Joana, alunos do Grupo de Dança da José Falcão, interpretaram uma coreografia do agrado de todos.

Depois foi ver a quase centena de alunos, dos mais pequenos aos mais graúdos, a desfilarem para receberem os certificados de presença deste ano letivo.

Comentários