Animação de loading

Há Festa na Vinha – Vindimas 2022

Começaram as vindimas na Fundação ADFP

01 Setembro 2022 | Social, Deficiência, Saúde Mental, Turismo, Serviços, Educação e Formação, Empregabilidade, Fundação ADFP, Ambiente

O final do mês de Agosto marcou o início das vindimas de 2022. Geralmente, esta atividade é realizada em setembro. Contudo, este ano, devido à seca extrema que se faz sentir no nosso país, e consequente stress hídrico sentido nas vinhas as vindimas da Fundação tiveram de ser antecipadas, segundo explicação dada pelo Enólogo “residente “Gonçalo Moura da Costa.   

Foram vindimadas as uvas brancas das vinhas da região das Terras de Sicó – Vinha Nova, Vinha de Rabarrabos e Vinha Tolerantia.  

Nos dias 29 e 30 de agosto foram vindimadas as uvas brancas das castas Fernão Pires, Arinto e Bical, que serão a base do espumante «Aldeias do Xisto» e do vinho branco «Paixão Natural». 

Já no dia 31, foi a vez da apanha das uvas da casta Baga para produção do vinho base do espumante «Aldeias do Xisto».  

Para reforçar a equipa estiveram presentes além dos trabalhadores agrícolas, cerca de 16 utentes e residentes do CACI (Centro Atividades e Capacitação para a Inclusão) das Residências Coragem e Respeito, e ainda 8 jovens da Residência Fraternidade, acompanhados pelos técnicos Catarina Alves, Mariana Alves, Francisco Silva, Hugo Vaz, e Francisco Lopes.

A festa da vindima assenta na integração e no convívio intergeracional. 

O projeto Tolerantia – Viticultura com Propósito Social, financiado pelo prémio "Capacitar", da Fundação La Caixa e banco BPI, conta com cerca de 24 utentes e residentes, também marcou presença com a apanha de uvas para o vinho especial deste projeto. 

Este projeto tem como objetivo principal a inclusão e a capacitação de utentes na componente social, cognitiva e de aprendizagem, de uma aptidão para possível integração na vida ativa, para além de se pretender a produção de um vinho com a marca Tolerantia para que exista a sustentabilidade do mesmo. 

Para além disso, também o nome do projeto batizou uma vinha inclusiva, trabalhada por utentes com deficiência mental e física, com o nome Tolerantia (tolerância).", anteriormente vinha do Vale (na sub-região Terras de Sicó).  

As manhãs do final do mês de agosto foram marcantes. Para além do trabalho importante da vindima foram dias de convívio, partilha e aprendizagem solidária entre colaboradores e utentes da Fundação.  

A ADFP assume-se como a mais eclética e inclusiva instituição do Setor Social em Portugal.