Animação de loading

Fundação ADFP denuncia peditório ilegal

Jovens burlam população do Espinho

Dois jovens entre os 12 e 14 anos, alegadamente dizendo-se irmãos e utentes da Fundação ADFP, realizaram um peditório ilegal para a Vida Selvagem do Parque Biológico da Serra da Lousã, na tarde e noite de 24 de Novembro no Espinho.

Foram colaboradores da Fundação, desconfiados desta inusual forma de angariação de fundos, que residem na aldeia do Espinho, a alertar a instituição para o sucedido.

A Fundação ADFP de Miranda do Corvo, vem por este meio alertar para o facto de não estar a realizar qualquer tipo de peditório, pedindo a quem queira fazer algum donativo para contactar diretamente a sede da instituição, e a não pactuar com esta burla.

Ninguém no Espinho conseguiu identificar os dois jovens envolvidos na burla, pelo que a Fundação ADFP vai apresentar queixa contra desconhecidos junto da GNR.

Comentários