Animação de loading

Fundação ADFP celebra Dia Internacional do Voluntariado no Parque Biológico da Serra da Lousã

Voluntarismo, convívio e responsabilidade social

No próximo dia 5 de dezembro comemora-se o Dia Internacional do Voluntariado, um dia dedicado a todos aqueles que disponibilizam, de forma desinteressada, um pouco do seu TEMPO e VIDA no apoio aos que mais precisam.

A Fundação ADFP considera o voluntário um colaborado imprescindível e valioso ao funcionamento da organização. Neste sentido, vai promover uma iniciativa direcionada a estes beneméritos, que alia o voluntarismo ao convívio e responsabilidade social.

A organização tem 124 voluntários, com prémio de bolso, ou em regime de gratuitidade como é exemplo o Conselho de Administração. Recorde-se que o trabalho dos voluntários remunerados da Fundação ADFP, de Janeiro a Outubro 2016, teve um valor doado de 268.660,96 euros.

O desafio do Dia Internacional do Voluntariado em 2016 será a reflorestação, limpeza e ajardinamento das áreas envolventes ao Espaço da Mente e Museu da Tanoaria, e pintura de vedações da Quinta Pedagógica. Integra um almoço-convívio, cujo valor “simbólico” reverterá para o apoio social das valências de atividades ocupacionais que funcionam no Parque Biológico da Serra da Lousã.

Este ano, a iniciativa terá o apoio e participação do Clube de Empresários de Miranda do Corvo, chamando à atenção para a responsabilidade social das empresas e a promoção de iniciativas de voluntariado empresarial.

O Dia Internacional do Voluntariado é uma iniciativa do Gabinete de Inserção Profissional Inclusivo e Clube UNESCO Trivium, ao qual se associou o Clube de Empresários de Miranda do Corvo.

A participação na iniciativa está aberta a todos os voluntários da organização e comunidade, através de inscrição prévia no GIP Inclusivo (mercado municipal) ou por correio eletrónico para gipinclusivo@adfp.pt.

O GIP inclusivo (Gabinete de Inserção Profissional para pessoas com deficiência e doença mental) foi criado através de um protocolo assinado em Agosto de 2015 pelo Ministério da Segurança Social, o IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional) e oito instituições portuguesas que se distinguem no trabalho de inclusão que realizam, entre as quais a Fundação ADFP.

O Clube UNESCO Trivium foi criado pela Comissão Nacional da UNESCO e a Fundação a ADFP, para o desenvolvimento de iniciativas que congreguem pessoas sem olhar a idade, género, etnia ou estrato social, promovendo a igualdade, liberdade e fraternidade entre todos. Foi protocolado por ocasião da colocação da 1ª Pedra do Templo Ecuménico, a 11 de Setembro, criando assim o 25º Clube UNESCO do país.


Comentários